Copa | Previsão de vendas de TVs em 2018 é 14% menor do obtido em 2014! Leia e compartilhe...

15/05/2018 11:31

"Sem conseguir sequer pagar as dívidas que têm, como a classe trabalhadora vai comprar um aparelho novo e caro de TV?", questiona o economista piauiense César Fernandes 

DA REDAÇÃO | Segundo matéria da Agência Brasil (14), economia brasileira ainda não sentiu os efeitos da copa. "Poucos efeitos têm sido notados na economia por conta do Mundial, a ser realizado a partir de 14 de junho, na Rússia", diz o texto.


Diz também a matéria:

De acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), a expectativa é que a Copa resulte na venda de 12,5 milhões de aparelhos de tv em 2018. Apesar de o volume ser 10% superior ao de 2017, a tendência é de que, no primeiro semestre de 2018, ele fique abaixo do anotado no mesmo período em 2014, quando da última Copa, realizada no Brasil, e vencida pela Alemanha.

"Na comparação com o primeiro semestre de 2014, quando foram vendidas 7,935 milhões de TVs, o volume estimado para 2018 é 14% menor", disse o presidente da Eletros, Lourival Kiçula, ao afirmar que a indústria se preparou "com bastante antecedência" para esta Copa, no sentido de suprir as demandas vindas dos varejistas e de garantir a reposição de estoques. (Continua, após o anúncio).

Golpe

Queda na venda de TVs, na prática, é consequência do golpe que derrubou a presidenta Dilma, ascendeu Temer, aumentou o desemprego e diminuiu ainda mais a renda dos trabalhadores. "Sem conseguir sequer pagar as dívidas que têm, como a classe trabalhadora vai comprar um aparelho novo e caro de TV?", questiona o economista piauiense César Fernandes.

LEIA TAMBÉM:

Lula | Em sua coluna deste domingo (8) no Estadão, a jornalista Eliane Cantanhêde reafirma o que o mundo todo já sabe sobre o encarceramento do ex-presidente Lula, ou seja, que ele era um preso político e só estava atrás das grades para não disputar as eleições de 2018.
E agora há pouco o mesmo Estadão deu a seguinte notícia:...