Com mortes em alta na pandemia, Itália endurece isolamento e até ceias de Natal estão vetadas

04/12/2020 04:44

Na quinta (3), foram quase mil óbitos. Mesmo nas áreas menos afetadas, medidas restritivas são muito rígidas. É um verdadeiro toque de recolher.

COMPARTILHE!

Publicidade

Imagem ilustrativa: aplicativo Canva.
Imagem ilustrativa: aplicativo Canva.

Saúde | A partir de hoje (4), a Itália será regida por um rigoroso decreto com vistas a conter a propagação do coronavírus durante o período natalino e de Ano Novo. Segundo matéria da Folha de S.Paulo (3), medidas mais rígidas serão aplicadas entre os dias 21 de dezembro e 6 de janeiro, com a intenção de inibir viagens, aglomerações e festas. "Ceias e festas de Réveillon estão vetadas inclusive em hotéis, que só poderão oferecer serviço de quarto." Continua, após o anúncio.

Cuidado

Mesmo "nas áreas menos afetadas, os restaurantes só poderão abrir para almoços de Natal, Santo Estêvão (26/12), Ano Novo e Dia de Reis (6/1), para no máximo quatro pessoas por mesa. No jantar, devem estar fechados." 

Várias outras medidas restritivas serão adotadas, como proibição de abertura de mercadinhos artesanais, estações de esqui, toque de recolher a partir da 22 horas etc, etc, etc...

Mortes

Anúncio do decreto que prevê isolamento foi feito pelo premiê Giuseppe Conte e veio após o país chegar ontem (3) a quase mil óbitos, 993 atingidos em um único dia. Foram 24 vítimas fatais a mais que o pico anterior, de 969 óbitos, em 27 de março. De acordo também com a Folha, a Itália "soma 58 mil mortes — e é o sexto mais afetado do mundo, em números absolutos."

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...