Forças Armadas ameaçam deixar Bolsonaro, diz matéria da Folha! Leia e compartilhe...

20/03/2019

Jair Bolsonaro protagoniza cenas inéditas de submissão aos EUA ao visitar país de Donald Trump. Foto: Alan Santos/PR/Agência Brasil.
Jair Bolsonaro protagoniza cenas inéditas de submissão aos EUA ao visitar país de Donald Trump. Foto: Alan Santos/PR/Agência Brasil.

Generais temem que Bolsonaro tenha se comprometido com Trump a levar o Brasil a uma guerra contra a Venezuela, saída rejeitada pela maioria dos que estão na ativa

Política | Segundo matéria de ontem (19) da Folha de S.Paulo, generais da ativa das Forças Armadas brasileiras entraram em estado de alerta após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciar a Donald Trump nos EUA que pode meter o Brasil numa guerra contra a Venezuela. Militares são contrários a eventual ação belicosa no país vizinho.


Diz a matéria:

[Generais] "temem que o presidente [Bolsonaro] tenha se comprometido a ajudar os Estados Unidos na missão de derrubar o ditador Nicolás Maduro, e consideram que isso seria um ponto de ruptura no apoio da cúpula ao governo." (Grifo nosso).

(...)

"A versão de que o Brasil poderia ofertar auxílio logístico a alguma operação americana circulou nos celulares dos militares, tendo sido publicada como uma possibilidade pelo site G1. Segundo dois generais ouvidos pela Folha, a hipótese é hoje inaceitável pela maioria da cúpula da defesa brasileira." (Grifo nosso). Continua, após o anúncio.

(...)

"Outro oficial afirma que se tal ideia fosse adiante, seria inevitável a reavaliação do apoio generalizado que o presidente tem entre os altos estratos das Forças, o Exército de onde Bolsonaro é oriundo especificamente." Grifo nosso).

(...)

"O general Hamilton Mourão, que foi adido militar na Venezuela e é um dos mais vocais membros do governo contrários a qualquer saída que não seja diplomática para a crise de representatividade no país vizinho. [O general Augusto] Heleno também já se manifestou contra intervenção." 

Leia também: