BB distribuiu mais de R$ 1 bi do Fundeb para o governo de SP! Confira cada Estado e compartilhe...

01/12/2018

A unidade da federação que recebeu menos em novembro último foi o Amapá — R$ 42.307.749,78. Em seu Estado, o governo aplica direito os recursos do Fundeb?

Educação | Segundo disponibilizado no site do Banco do Brasil, o Estado de São Paulo recebeu apenas em novembro último R$ 1.169.934.535,39 em recursos do Fundeb. A unidade da federação que recebeu menos foi o Amapá — R$ 42.307.749,78. Após o anúncio, confira quanto seu Estado recebeu e compartilhe!

Por lei, 60% dos recursos do Fundeb devem ser usados para pagar salários dos profissionais do magistério. Os 40% restantes é para aparelhar as escolas. 

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Leia também:

Montante é 12,32% a mais que o recebido no mesmo período de 2022. Levando-se em conta que o reajuste do magistério deste ano (14,95%) é 18,29% menor que o de 2022 (33,24%), nada justifica dizer que não há dinheiro para a correção salarial deste 2023.
Com o Fundeb, montante sobe para 5,8 bi, isto é, 1,2 bi a mais. Recurso é referente ao 3º decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste mês de janeiro, maior 23,65% em relação ao mês período de 2022. Dados mostram que é possível cumprir reajuste do magistério deste 2023.
Não é pouco dinheiro. Só de salário, em 2022 foram R$ 260.717.886. Em 2023, parlamentares já tiveram 16,37% de aumento neste mês de janeiro e terão mais 6,12% em abril, o que elevará a conta ainda mais. Isto sem falar nas incontáveis outras regalias que têm. Confira tabela.