Prefeitos vão a Brasília comemorar o adicional bilionário que ganharam no FPM

25/10/2021

Solenidade no Congresso Nacional será transmitida pela internet e canais de televisão. Após a sessão, autoridades certamente irão para os restaurantes caros da cidade festejar a conquista que, por exemplo, vai ajudá-los a pagar o reajuste do magistério em 2022.

Prefeitos de todo o Brasil estarão com os cofres bem abastecidos no próximo ano. Foto: Agência Brasil.
Prefeitos de todo o Brasil estarão com os cofres bem abastecidos no próximo ano. Foto: Agência Brasil.

Economia | Está marcada para a próxima quarta-feira (27) a promulgação no Congresso Nacional do adicional bilionário permanente de 1% do FPM de setembro para todos os municípios do Brasil. Ao final da matéria, veja detalhes dos valores.

Solenidade

Segundo o portal da Confederação Nacional de Municípios (CNM), a sessão será transmitida pela internet e pelos canais de televisão. Para participar presencialmente, prefeitos devem se inscrever até quarta, dia do evento.

Festa

Após a sessão, autoridades certamente irão para os restaurantes caros de Brasília festejar a conquista que, por exemplo, vai ajudá-los a pagar o reajuste do magistério em 2022. Continua, após o anúncio.

Fundo de Participação dos Municípios (FPM)

Segundo estimativas técnicas da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), os municípios deverão receber os seguintes valores adicionais relativos a 1% do FPM de setembro:

  • 2022 (0,25%): R$ 1,402 bilhões
  • 2023 (0,25%): R$ 1,467 bilhões
  • 2024 (0,50%): R$ 3,104 bilhões
  • 2025 (1%): R$ 6,585 bilhões

De 2026 em diante, fica garantido, todo mês 9, o índice adicional de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Ou seja, é mais verba todos os anos para garantir compromissos das prefeituras, como o reajuste dos professores. Continua, após o anúncio.

Mais recursos

Além desse incremento bilionário no FPM, prefeitos contarão também com aumento de verbas do Fundeb e dos recursos da União para a Educação Básica. Não há, portanto, desculpas para não honrar os 31,3% de reajuste no piso do magistério. Leia AQUI e AQUI.

Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite para deixar também uma contribuição para o nosso site.

Faça uma pequena doação de um valor qualquer para que possamos continuar a manter este site aberto. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação...

Dia 10 foram R$ 6,7 bilhões. Nesta quinta-feira (20) entrarão mais quase R$ 2 bilhões. Valores relativos ao FPM são bem maiores que os recebidos no mesmo período de 2021. 20% vão para o Fundeb, o que ajuda a viabilizar o reajuste de 33,23% dos professores.
Sangria nos salários de quem não está mais na ativa se intensificou a partir da Reforma da Previdência criada pelo presidente Bolsonaro. Cortes nos benefícios chegam a até 14% mensais.
R$ 5,4 bilhões entrarão dia 10 nos cofres municipais. Segundo dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o decêndio é 15,24% maior do que o mesmo repasse de janeiro de 2021. Sem dúvidas, um bom incentivo inicial que pode ajudar no pagamento do piso do(a) professor(a).