Urgente | STF não absolveu Lula! Entenda a votação e compartilhe...

22/03/2018 19:16

DA REDAÇÃO | Hoje (22) foi discutido o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de Lula no STF. Medida visa garantir que o petista não seja preso antes que seu processo passe por todas as instâncias judiciais, como reza a Constituição Federal de 1988. Por maioria (7 a 4) os ministros do Supremo votaram pela admissibilidade do pedido.

Na prática, isto significa apenas que o STF aceitou jugar o mérito de se a defesa de Lula tem ou não razão ao requerer o citado pleito. A decisão de hoje (22), portanto, não absolveu nem condenou Lula. Apenas adiou essa questão para o dia 4 de abril, após a Semana Santa. Até lá, conforme ficou também acertado, Lula não pode ser preso. (Continua, após o anúncio).

Votaram favoravelmente à discussão do mérito do habeas corpus:
Celso de Mello, Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Alexandre Moraes, Rosa Weber

Votaram contra
Luiz Fux, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia

Mas é preciso reconhecer, contudo, que tal votação no STF significa uma vitória para o líder maior do PT. Havia uma expectativa de que o Supremo sequer aceitaria discutir o mérito do citado habeas corpus, o que abriria as condições para que Lula fosse para a cadeia já no dia 26 de março, como quer Moro e juízes do TRF4. (Continua, após o anúncio).

Em primeiro lugar disparado em todas as pesquisas eleitorais, Lula agora deve continuar suas andanças pelo País, no sentido de mobilizar o povo e denunciar ainda mais o processo persecutório que a elite, em particular a Rede Globo, move contra ele. Na verdade, é o que pode convencer a maioria dos ministros do STF a livrá-lo de uma injusta prisão.

LEIA TAMBÉM:

DA REDAÇÃO | O deputado Jair Bolsonaro (PSL-Rio) é só um laranja do PSDB, embora tenha conquistado uma legião de seguidores que tem forte antipatia pelos tucanos. Por que os fãs do "mito" não percebem que estão sendo enganados? Porque se guiam muito pela emoção e não por qualquer ínfimo sentido de racionalidade.