Sob forte pressão, Senado decide que dinheiro do Fundeb é só da escola pública

16/12/2020 04:40

Projeto volta para a Câmara e deputados ameaçam retomar a privatização.

Publicidade

Senador Paulo Paim (PT-RS) foi um dos senadores que atuaram para impedir que o dinheiro público vá para escolas particulares. Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil.
Senador Paulo Paim (PT-RS) foi um dos senadores que atuaram para impedir que o dinheiro público vá para escolas particulares. Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil.

Educação | Em sessão realizada na tarde e noite de ontem (15), o Senado, sob forte pressão dos profissionais do magistérioderrubou o golpe dado por deputados governistas no último dia 10 e decidiu de forma unânime que o dinheiro do Fundeb não pode ir para escolas privadas. 

Projeto agora volta para a Câmara e deputados governistas, irritados, prometem retomar a privatização. Rodrigo Maia já adiantou que votará novamente a proposta ainda nesta semana. Continua, após o anúncio.

Paim denunciou o golpe

O senador Paulo Paim (PT-RS) foi um dos que atuaram para que as verbas do Fundeb não fossem para as escolas privadas. Segundo matéria da Agência Senado, declarou, após a votação:

— Seria um golpe sem precedentes contra a escola pública e seus profissionais. O ensino privado, que já recebe R$ 6,7 bilhões de dinheiro público, teria mais R$ 16 bi do Fundeb, reajustado anualmente. Uma farra. É a escola pública que atende mais de 80% dos estudantes brasileiros. Com menor investimento no Fundeb, os mais pobres pagariam a conta outra vez.

Continua, após o anúncio.

Alerta

Profissionais do magistério devem ficar em estado de alerta. Na nova votação na Câmara, deputados governistas já anunciam que retomarão a privatização. Mobilizações, portanto, sobretudo nas redes sociais, devem continuar, para forçar os parlamentares a manter o que foi decidido no Senado.

Com informações de: Agência Senado.

Curta abaixo nossa página no Facebook e receba atualizações sobre este tema. 

Faça uma pequena doação de um valor qualquer para que possamos continuar a manter este site aberto. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Doar com PagSeguro

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...