"Estudos" para pagar piso do magistério é enrolação

26/01/2023

Estudos reais para pagar o piso há tempos já foram feitos.

Reajuste do magistério é em janeiro. Quem não cumprir, terá que pagar retroativo. Imagem: Canva.
Reajuste do magistério é em janeiro. Quem não cumprir, terá que pagar retroativo. Imagem: Canva.



Piso do Magistério | Uma rápida olhada na mídia nacional e o que se vê é governador e prefeito dizendo que continuam a fazer uns "estudos" sobre o reajuste de 14,95% do magistério para este ano. Tudo enrolação.

Percentual de 14,95% foi definido no final de dezembro do ano passado e já estava previsto pela evolução das estimativas do custo aluno em 2022. 

Já estava definido também o aumento do complemento da União, que passa de 15% para 17%, bem como a reposição dos recursos perdidos por conta da redução das alíquotas de ICMS.

Tais "estudos" que prefeitos e governadores dizem fazer — na prática — é para empurrar com a barriga a questão. Com isso, tentam engolir o máximo possível de meses sem pagar.

Continua, após o anúncio 

Categoria deve ficar atenta. Lei do piso é clara quanto à vigência do reajuste do magistério todo ano. Quem não pagar em janeiro, terá que pagar retroativo. Estudos reais para pagar o piso há tempos já foram feitos.

Relacionadas:

Cremos que você gosta de nossas publicações e quer nosso site sempre atualizado. Por isso, ajude com uma doação, pois temos vários custos a honrar todos os meses. Sem seu apoio, ficamos inviabilizados de dar sequência com regularidade ao nosso trabalho. Gratos, antecipadamente.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org

João R P Landim Nt

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação

O Enameb é para toda a Educação Básica e visa avaliar o desempenho dos docentes em escolas públicas e privadas. Pode ser usado para dificultar a progressão na carreira e também para precarizar ainda mais o trabalho docente.