Os desafios da Educação a Distância para professores e alunos 

20/04/2020 16:21

Educação / "É preciso considerar que o perfil do aluno do ensino presencial é diferente do ensino a distância."

COMPARTILHE!

Publicidade

Prof. Paulo Sérgio, à esquerda. Imagem à direita: aplicativo Canva.
Prof. Paulo Sérgio, à esquerda. Imagem à direita: aplicativo Canva.

Por professor *Paulo Sérgio. A Secretaria de Estado da Educação do Piauí Seduc - PI determinou o regime especial de aulas não presenciais nas escolas da rede por conta do isolamento social por causa da Covid - 19. No entanto, deve-se salientar alguns problemas, como a falta de planejamento e qualificação dos professores, o perfil dos alunos que são do ensino presencial, e as dificuldade de acesso às Tecnologias de Comunicação e Informação. Continua, após o anúncio.

Leia também deste autor:

É preciso considerar que o perfil do aluno do ensino presencial é diferente do ensino a distância, pois, neste modelo de ensino o estudante deve ter uma postura mais ativa diante do conhecimento, pois, sem o horário fixo de aula e o docente ele precisa ter foco e disciplina para que possa alcançar os seus objetivos. Além do mais, o aluno precisa interagir usando chats, fóruns e mensagens diretas e, sob este aspecto, o papel do professor é ser um mediador e motivador do processo de ensino e aprendizagem. A Seduc precisa considerar que uma boa parte dos alunos não têm computador com acesso à internet (que deve ser de boa qualidade) em suas residências e, uma iniciativa que tem o objetivo de incluir poderá estar excluindo os estudantes do processo de ensino aprendizagem.

Vale ressaltar também que a maioria das escolas estão de greve e, sendo assim, os professores não tiveram sequer o primeiro contato com os alunos e os mesmos não receberam os livros didáticos. Como o professor trabalhará com uma clientela que ele ainda desconhece? O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública do Piauí Sinte - PI, comunicou ao governador Wellington Dias (PT) e ao secretário de educação Ellen Gera o seu total descontentamento para com essa iniciativa. Ainda de acordo com o sindicato, a modalidade de ensino a distância é inviável para o ensino fundamental e médio, pois as escolas não têm infraestrutura e os docentes não têm a formação adequada para esse tipo de ensino. Continua, após o anúncio.

Portanto, espera-se que a Seduc ofereça as condições adequadas para que as escolas e os professores possam desenvolver essas aula remotas, estruturando os colégios com computadores, qualificando o corpo docente, fornecendo tablets e internet gratuita e de qualidade para professores e alunos, disponibilizando as tecnologias de comunicação e informação, bem como criando estratégias de motivação para os alunos e professores nesse modelo de ensino que por ora se apresenta.

*Paulo Sérgio Santos Rocha é professor das redes Estadual do Piauí e Municipal de Teresina.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...