Ministro diz que professores estão muito folgados e fala em turmas com no mínimo 60 alunos! Assista e compartilhe...

28/02/2019 20:45

Ministro colombiano Vélez Rodrigues quer arrochar ainda mais os professores do país. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil
Ministro colombiano Vélez Rodrigues quer arrochar ainda mais os professores do país. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Para Ricardo Vélez Rodrigues, professores estão 'muito folgados', pois trabalham com no máximo 7 ou 11 alunos por turma

Educação | A situação dos professores brasileiros está cada vez mais delicada. Bolsonaro propõe acabar a aposentadoria especial dessa categoria, e o ministro da Educação Ricardo Vélez Rodrigues fala no vídeo mais abaixo em mínimo de 60 alunos por sala de aula no setor público. Vélez afirma que nossos educadores estão muito 'folgados', pois trabalham no máximo com 7 ou 11 alunos por turma, enquanto na rede privada é 20, e em países como os EUA, França e Alemanha chega a 60, diz ele.

Leia também:

Ministro erra quando fala em turmas com até 60 alunos! Veja o que diz a lei e o bom senso sobre isso! 

Professora aposentada envia uma dura Carta Aberta ao ministro da Educação! Vale a pena conferir...


Assista e veja depois o que dizem alguns educadores sobre a fala do ministro!

Educadores reprovam a ideia

Os professores não gostaram nada da ideia de Vélez Rodrigues. Pelas redes sociais, muitos demonstraram indignação com a fala do ministro. "Esse colombiano forasteiro só pode estar é louco. Como pode querer aumentar ainda mais o número de alunos por sala?", indaga indignada a professora Cecília Mendes, do Paraná. Continua, após o anúncio.

"Só pode ser brincadeira desse ministro, que não entende nada de Brasil. Aqui os professores já vivem no limite e com turmas já bem super lotadas. Querer aumentar mínimo para sessenta é querer jogar todo mundo pra greve geral", diz Sílvio Almeida, de Fortalleza-Ce."

Tal como os depoimentos acima, existem centenas de outros nas redes sociais, em particular no Facebook. Cabe aos educadores se unirem para não permitir mais ataques contra a categoria.


Fora da realidade

A fala do ministro sobre a relação professor-aluno no Brasil é totalmente fora da realidade. Na educação básica — seja pública ou privada — a regra geral aplicada, inclusive por fora da lei, é de no mínimo 40 a 50 alunos por sala. E no ensino superior — também nas duas esferas, não há como norma essas turmas de apenas 20 alunos. Em universidades públicas, por exemplo, há salas com 60 discentes ou até mais.

Curta nossa página para receber atualizações sobre este e outros temas!

Leia também: