Governos ameaçam entrar na Justiça contra o reajuste do magistério!

27/01/2020

COMPARTILHE!

Educação / Um absurdo, pois o piso é amparado por lei federal e a atualização é feita com recursos carimbados do Fundeb e complementações da União.

Publicidade

Imagem: aplicativo Canva.
Imagem: aplicativo Canva.

Secretários estaduais de Fazenda discutirão na próxima terça-feira (28) a possibilidade de ingressar na Justiça contra o reajuste de 12,84% no piso do magistério. Informação sobre isso está em matéria do jornal Valor Econômico (24), das organizações GloboContinua, após o anúncio.

Sem fundamento

A alegação geral, absurda e antiga que fazem é que não têm recursos para cumprir o estabelecido, embora contem todo mês com os recursos carimbados do Fundeb e complementações da União. E há ainda o fato de o piso ser amparado pela lei federal 11.738/2008. É, portanto, totalmente sem fundamento a ameaça dos gestores.

Dinheiro

Segundo o jornal Valor Econômico, a secretária de Fazenda de Goiás — Cristiane Schmidt — alega que o reajuste do piso traria uma despesa adicional de R$ 500 milhões ao ano para seu Estado, o que, segundo diz, "comeria" economias projetadas para este 2020. Secretários do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Paraíba e outros fazem o mesmo tipo de alegação. Continua, após o anúncio.

Não divulgam

O que nenhum secretário de Estado ou município divulga com tanto alarde é quanto recebem todo mês de recursos do Fundeb e das outras fontes de receita dos estados e municípios. De acordo com o site do Banco do Brasil, o Estado da secretária Cristiane Schmidt — Goiás — recebeu do Fundeb em apenas um mês R$ 194.726.207,97. Nessa projeção, ao final de 2020 Schmidt contará com R$ 2.336.714.495,64 (dois bilhões, trezentos e trinta e seis mil, quatrocentos e noventa e cinco reais e sessenta e quatro centavos). É pouco? 

Clique AQUI e confira quanto cada Estado recebeu do Fundeb no mesmo período.

O Dever de Classe acompanhará essa ameaça dos gestores e trará novas informações a qualquer momento. Curta abaixo nossa página no Facebook para receber atualizações

Vote na enquete!

COMPARTILHE!

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...