Receitas do Fundeb creceram e estados e municípios podem pagar piso dos professores!

20/01/2020

Educação / Arrecadação dos últimos 30 dias mostra que prefeitos e governadores podem aplicar a correção de 12,84% já a partir deste mês de janeiro.

COMPARTILHE!

Publicidade

O reajuste de 12,84% no piso do magistério só foi possível porque as receitas do Fundeb cresceram. A Lei do Piso preconiza que este percentual, em função da alta nesse fundo por aluno, incida sobre o piso dos professores, conforme explica a direção do Sinte-Pi, entidade filiada à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE-PI).

Dados do Banco do  Brasil mostram quanto cada Estado movimentou apenas nos últimos 30 dias, ou seja, 20 de dezembro de 2019 a 20 de janeiro deste ano. Movimentação milionária é a prova de que estados e municípios podem pagar os 12,84% já a partir deste mês de janeiro. Veja, após o anúncio.

Banco do Brasil - Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação do FUNDEB - Período: 20/12/2019 a 20/01/2020 (R$)

AC

68.271.356,39 

AL

87.297.833,50 

AP

57.639.193,65 

AM

 212.100.886,05

BA

318.332.936,97

CE

151.108.335,92

DF

78.689.156,46 

ES

76.640.314,28

GO

194.726.207,97

MA

153.587.359,66 

MT

191.312.070,00 

MS

95.191.709,77

MG

807.327.034,19

PA

222.423.783,43

PB

97.514.867,47

PR

360.431.754,76

PE

252.244.378,07

PI

102.734.461,04 

RO

80.628.317,17

RR

42.302.360,84 

RS

436.363.310,74  

RN

79.314.676,69 

RJ

300.149.021,11 

SC

237.737.588,36

SP

1.743.001.724,73 

SE

 68.606.104,27

TO

80.642.964,75

Mais recursos

Postagem publicada no BLOG DO POVO diz que:

"Segundo o site da Agência Brasil (31/12/2019), estados, municípios e Distrito Federal receberam no último dia do ano passado R$ 11,73 bilhões. Verba extra é oriunda dos "repasses do bônus de assinatura do leilão do excedente de petróleo da cessão onerosa", realizado em novembro de 2019." Continua, após o anúncio.

Diz ainda o site:

"Embora o governo federal tenha especificado que os recursos da cessão onerosa devem ser utilizados para investimentos e para reduzir o déficit previdenciário, fica óbvio que os cofres públicos serão aliviados, pois não será necessário usar, por exemplo, o dinheiro do piso dos professores para pagar débitos da previdência ou outros fins."

Complementação da União

O BLOG DO POVO informa também:

Além dos R$ 11,73 bilhões extras, prefeitos e governadores tiveram outros incrementos de recursos em suas receitas. Em matéria publicada em 27/12/2019 no site da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Fábio Henrique Ibiapina, coordenador-geral do Fundeb, disse que só da União esse Fundo terá complementação de R$ 800 milhões a mais em 2020. Ibiapina afirmou ainda que houve também acréscimo de ICMS.

Abaixo, veja mais detalhes de como o reajuste do piso é feito

De acordo com o Parágrafo Único do Artigo 5º da Lei Federal 11.738/2018, a atualização do piso do magistério "será calculada utilizando-se o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano..."

Com base nisso, o Dr. José Professor Pacheco, advogado, ensina aqui que os técnicos do FNDE* vêm utilizando para a definição do reajuste anual do piso a variação do custo aluno estimado nos dois anos anteriores. Assim, temos a equação:

  • ÚLTIMO CUSTO ALUNO ESTIMADO PARA 2018: R$ 3.048,73, (Portaria Interministerial MEC/MF nº 6, de 26.12.2018);
  • ÚLTIMO CUSTO ALUNO ESTIMADO PARA 2019: R$ 3.440,29, (Portaria Interministerial MEC/ME nº 3, de 23.12.2019);
  • CRESCIMENTO de 2018 para 2019: 12,84%.
  • ESTE índice de 12,84% é o percentual legal de reajuste que, OBRIGATORIAMENTE, deve ser aplicado a partir de primeiro de janeiro de 2020, o que fará com que o valor mínimo do magistério passe de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,15.

COMPARTILHE!

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...
No final, o monstro assassino é derrotado, morre... Mas volta para dar mais um susto na plateia.