Governo terá que se explicar na Câmara sobre corrupção no MEC

04/05/2022
Bolsonaro tenta abafar escândalo e atua nos bastidores para impedir CPI. Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil.
Bolsonaro tenta abafar escândalo e atua nos bastidores para impedir CPI. Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil.

Requerimento de autoria dos deputados Rogério Correia (PT-MG) e Lídice da Mata (PSB-BA) foi aprovado na Comissão de Educação da Câmara. Escândalo é gravíssimo e já levou inclusive à queda do ministro Milton Ribeiro, que confessou agir a mando de Jair Bolsonaro.


Educação | Foi aprovado nesta quarta-feira (4), na Comissão de Educação da Câmara, o requerimento 6/2022, de autoria dos deputados Rogério Correia (PT-MG) e Lídice da Mata (PSB-BA). Dispositivo convoca o Sr. Marcelo Lopes Ponte, Presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão ligado ao MEC

Forte corrupção

O integrante do governo Bolsonaro terá de prestar depoimento sobre fortíssimos indícios de corrupção milionária naquele que é um dos principais ministérios do País. 

Queda

Escândalo já levou inclusive à queda do ministro Milton Ribeiro, que confessou agir a mando de Jair Bolsonaro, segundo amplamente noticiado na grande mídia nacional. O presidente agora usa sua tropa de choque no Congresso para tentar abafar CPI sobre a questão.

Confira mais detalhes, após o anúncio.

Os escândalos no MEC

O requerimento aprovado na Câmara diz que o governo Bolsonaro terá de se explicar sobre:

  1. Indícios de superfaturamento;
  2. Crime de tráfico de influência e improbidade administrativa em relação à aquisição e distribuição de ônibus escolares, bem como na aquisição de kits robótica com sobrepreço;
  3. Irregularidades na distribuição aos municípios; 
  4. E ainda sobre os critérios técnicos adotados em relação à alocação dos recursos orçamentários nos programas e distribuição aos municípios.

Falcatruas envolvem propinas até com barra de ouro.

Operação abafa

Com medo das investigações, o presidente Jair Bolsonaro usa sua tropa de choque para tentar abafar CPI no Senado.

CNTE exige investigação

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), por sua vez, mobiliza sua base base em todo o Brasil para exigir que os escândalos seja apurados. 

"A denúncia de corrupção no MEC é mais uma aberração na política nacional, e é um ataque profundo à educação pública no nosso país", reforçou o presidente da CNTE, Heleno Araújo, no portal da entidade.


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite também para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt 

Siga-nos!

Mais recentes sobre educação

Educadores repudiam descontos de salários e querem que o Sinte-Pi promova ação prática e urgente para que a governadora Regina Sousa (PT) reponha imediatamente o dinheiro cortado dos professores. Docentes exigem também que lotação original seja mantida.