ECONOMIA | Temer e bando rasgam CLT e retroagem Brasil à época da escravidão! Veja a cara de quem votou e e compartilhe...

12/07/2017 08:38

PT, PCdoB e PSOL estiveram na linha de frente em defesa dos direitos dos trabalhadores e da CLT. Na tropa de choque contra a classe trabalhadora, os principais foram PSDB, PMDB e DEM

Da Redação | O desgoverno Temer (PMDB), através do bando que o segue no Congresso Nacional, rasgou ontem (11) em sessão no Senado a CLT e retroagiu o Brasil à época da escravidão. Pelo que aprovaram, saem de cena a lei e os direitos trabalhistas e em troca entram umas tais "livres" negociações entre patrões e empregados, onde a maioria dos que trabalham ficarão amordaçados e de mãos e pés atados. 

Na votação, os três partidos que mais se empenharam para acabar com a CLT e pôr fim aos direitos dos trabalhadores foram o PSDB, PMDB e DEM. Entre os que ficaram a favor da classe trabalhadora, PT, PCdoB e PSOL estiveram na linha de frente.

A médio prazo, caso tal medida não seja revogada pelo povo nas ruas, o Brasil se tornará um país de mendigos ou, no máximo, de gente que trabalha apenas para comer, tal como na época das senzalas.

O objetivo é aumentar a taxa de lucros dos grandes empresários

O principal objetivo da medida é elevar a taxa de lucros dos grandes empresários. Ao contrário do que apregoam, tudo o que ganharem a mais com a perda de direitos dos trabalhadores será depositado nas contas particulares dos donos das empresas. E não na criação de mais empregos. Bandidos é o que são.

VOTAÇÃO

CONTRA OS TRABALHADORES:

Aécio Neves (PSDB-MG); Ana Amélia (PP-RS); Antonio Anastasia (PSDB-MG); Airton Sandoval (PMDB-SP); Armando Monteiro (PTB-PE); Ataídes Oliveira (PSDB-TO); Benedito de Lira (PP-AL); Cássio Cunha Lima (PSDB-PB); Cidinho Santos (PR-MT); Ciro Nogueira (PP-PI); Cristovam Buarque (PPS-DF); Dalirio Beber (PSDB-SC); Dário Berger (PMDB-SC); Davi Alcolumbre (DEM-AP); Edison Lobão (PMDB-MA); Eduardo Lopes (PRB-RJ); Elmano Férrer (PMDB-PI); Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE); Flexa Ribeiro (PSDB-PA); Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN); Gladson Cameli (PP-AC); Ivo Cassol (PP-RO); Jader Barbalho (PMDB-PA); João Alberto Souza (PMDB-MA); José Agripino (DEM-RN); José Maranhão (PMDB-PB); José Medeiros (PSD-MT); José Serra (PSDB-SP); Lasier Martins (PSD-RS); Magno Malta (PR-ES); Marta Suplicy (PMDB-SP); Omar Aziz (PSD-AM); Paulo Bauer (PSDB-SC); Raimundo Lira (PMDB-PB); Ricardo Ferraço (PSDB-ES); Roberto Muniz (PP-BA); Roberto Rocha (PSB-MA); Romero Jucá (PMDB-RR); Ronaldo Caiado (DEM-GO); Rose de Freitas (PMDB-ES); Sérgio Petecão (PSD-AC); Simone Tebet (PMDB-MS); Tasso Jereissati (PSDB-CE); Valdir Raupp (PMDB-RO); Vicentinho Alves (PR-TO); Waldemir Moka (PMDB-MS); Wellington Fagundes (PR-MT); Wilder Morais (PP-GO); Zeze Perrella (PMDB-MG)

CONTRA A REFORMA:

Alvaro Dias (Podemos-PR); Ângela Portela (PDT-RR); Antonio Carlos Valadares (PSB-SE); Eduardo Amorim (PSDB-SE); Eduardo Braga (PMDB-AM); Fátima Bezerra (PT-RN); Fernando Collor (PTC-AL); Gleisi Hoffmann (PT-PR); Humberto Costa (PT-PE); João Capiberibe (PSB-AP); Jorge Viana (PT-AC); José Pimentel (PT-CE); Kátia Abreu (PMDB-TO); Lídice da Mata (PSB-BA); Lindbergh Farias (PT-RJ); Otto Alencar (PSD-BA); Paulo Paim (PT-RS); Paulo Rocha (PT-PA); Pedro Chaves (PSC-MS); Randolfe Rodrigues (Rede-AP); Regina Sousa (PT-PI); Reguffe (Sem partido-DF); Renan Calheiros (PMDB-AL); Roberto Requião (PMDB-PR); Romário (Podemos-RJ); Telmário Mota (PTB-RR); Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

LEIA TAMBÉM:

DA REDAÇÃO | O deputado Jair Bolsonaro (PSL-Rio) é só um laranja do PSDB, embora tenha conquistado uma legião de seguidores que tem forte antipatia pelos tucanos. Por que os fãs do "mito" não percebem que estão sendo enganados? Porque se guiam muito pela emoção e não por qualquer ínfimo sentido de racionalidade.