Sindicato exige respeito e ameça greve geral, caso reajuste do magistério não seja cumprido!

30/01/2020

COMPARTILHE!

Educação / Mobilizações devem começar a ocorrer em todo o País. Divulgue, para ajudar também a estimular o seu Estado ou município para a luta

Publicidade

O Sinte-Pi fará Assembleia Geral dia 4 de fevereiro, terça-feira. A pauta principal é o reajuste de 12,84% da categoria e análise de possível proposta do governo. Educadores estão firmes e ameaçam grevar por tempo indeterminado, caso aumento seja descumprido. "Sem o piso não dá, a Educação vai parar", diz a palavra de ordem do sindicato.

Divulgue, para ajudar também a estimular para a luta o seu Estado ou município. Mobilizações semelhantes devem ocorrer em todo o País. Após o anúncio, veja o chamado para o movimento.

Vote na enquete!

COMPARTILHE!

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Lei Complementar contra o magistério, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em março deste ano, desconsiderou — para efeito de vários e importantes benefícios — quase dois anos de trabalho dos profissionais da educação, maio de 2020 a 31 de dezembro de 2021, fase crítica da pandemia de Covid-19. Na prática, é como se o magistério não tivesse...
Anúncios de pagamento devem se intensificar no mês de dezembro. Expectativa é que muitos estados e inúmeros municípios paguem o abono aos profissionais do magistério. CNTE luta para mudar critério de distribuição.
Objetivo é garantir ganho real para a categoria logo a partir de janeiro. Documento com outras importantes pautas dessa área foi entregue ao setor de educação da equipe de transição do futuro governo Lula.