Sindicato exige respeito e ameça greve geral, caso reajuste do magistério não seja cumprido!

30/01/2020

COMPARTILHE!

Educação / Mobilizações devem começar a ocorrer em todo o País. Divulgue, para ajudar também a estimular o seu Estado ou município para a luta

Publicidade

O Sinte-Pi fará Assembleia Geral dia 4 de fevereiro, terça-feira. A pauta principal é o reajuste de 12,84% da categoria e análise de possível proposta do governo. Educadores estão firmes e ameaçam grevar por tempo indeterminado, caso aumento seja descumprido. "Sem o piso não dá, a Educação vai parar", diz a palavra de ordem do sindicato.

Divulgue, para ajudar também a estimular para a luta o seu Estado ou município. Mobilizações semelhantes devem ocorrer em todo o País. Após o anúncio, veja o chamado para o movimento.

Vote na enquete!

COMPARTILHE!

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Prefeitos e governadores querem empurrar a questão até próximo das eleições, quando dirão, também de forma descabida, que correção salarial estará proibida. Professores não devem iniciar o ano letivo para garantir o direito no máximo até fevereiro, aconselha especialista.
Professora Dorinha é presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados e diz que não há lacuna para que o percentual de 33,23% não seja cumprido urgentemente, tal como reza a lei 11.738/2008. O Dever de Classe entrou em contato com a assessoria da parlamentar e obteve mais informações sobre as ações que poderão ser feitas.