ESPECIAL | Números expõem desvalorização dos professores no Brasil! Leia e compartilhe...

12/05/2018 13:50

Temer e Mendonça Filho: dupla é responsável pelo menor reajuste no piso dos professores desde que foi criado. Foto: (Alan Santos /PR / Agência Brasil
Temer e Mendonça Filho: dupla é responsável pelo menor reajuste no piso dos professores desde que foi criado. Foto: (Alan Santos /PR / Agência Brasil

Na tabela 1, comparativo entre salários de professores e de outras categorias. Na 2, dados estarrecedores sobre quanto ganham professores no Estado mais rico do País. E na tabela 3, os milionários recursos do Fundeb repassados aos estados em apenas um mês

DA REDAÇÃO | Edital de concurso público aberto em abril último para o TRT 2ª Região-SP apresenta um salário inicial de R$ 6.780,53 para quem tem apenas ensino médio. Enquanto isso, o piso nacional dos professores este ano teve o menor reajuste (6,81%) desde que foi criado em 2008 e ficou em pífios R$ 2.455,35. Jornada: 40 horas semanais. Detalhe: maioria de prefeitos e governadores não cumpre o reajuste. Nesse mesmo edital do TRT, há vaga de cargo técnico para quem é graduado em História. O salário inicial é R$ 11.006,83.

Acompanhe a seguir a apresentação de três tabelas. Na primeira, um comparativo entre o piso nacional dos professores e o piso inicial básico de outros servidores em todo o Brasil. Na segunda, veja o absurdo de constatar que o governo mais rico do País paga pisos menores até que o salário mínimo. E na terceira, confira os muitos milhões que cada estado recebeu do FUNDEB em apenas 30 dias.

Menos do salário mínimo - Tabela 2

Um exemplo gritante das enormes contradições que há em torno da remuneração dos professores em todo o Brasil é o rico e poderoso Estado de São Paulo. Na tabela abaixo, publicada no site da APEOESP, vê-se que tem educadores que ganham menos do salário mínimo. Veja:

Observe que um professor de Educação Básica 1, Nível 1, ganha apenas R$ 669,91, ou seja, R$ 284,09 a menos do salário mínimo nacional, que atualmente é R$ 954,00. O professor com melhor salário na tabela ganha R$ 7.316,80 e está no Nível III, último da carreira. O salário dele no final da carreira é quase o mesmo do técnico de nível médio quando ingressa no TRT-2ª Região-SP.

Tais distorções são injustificáveis, se levarmos em consideração que o Estado de São Paulo é o mais rico do País. De 12 de abril último a 12 de maio (um mês) SP recebeu relativo apenas ao FUNDEB R$ 1.197.759.237,55. Isto mesmo: mais de um bilhão de reais em 30 dias. Por quê então ainda paga de salário base menos de um salário mínimo a um professor? Ver após o anúncio a Tabela 3, que apresenta os muitos milhões que os estados receberam em apenas 30 dias.

Como se vê pela tabela do Fundeb, há recursos específicos para que se pague melhor os professores das redes públicas do País. Por que então os mestres continuam a ganhar tão pouco?

Compartilhe com seus amigos e curta nossa página, para receber atualizações sobre este e outros temas!

LEIA TAMBÉM: