Proposta fere lei do piso e greve na educação inicia muito forte!

10/02/2020

COMPARTILHE!

Educação / Lei do piso garante 12,84% para todos, inclusive aposentados e pensionistas.

Publicidade

Salas de aula sem professores na rede estadual de educação do Piauí.
Salas de aula sem professores na rede estadual de educação do Piauí.

As salas de aula da Rede Estadual de Educação do Piauí estão sem professores. Categoria decidiu entrar em greve geral por tempo indeterminado pelo reajuste de 12,84% para o magistério. Movimento iniciou muito forte, principalmente após divulgação da proposta do governo Wellington Dias (PT). Continua, após o anúncio.

Incêndio

Segundo circula na mídia local, o governador Wellington Dias (PT) quer transformar o auxílio-alimentação — 4,17% — em salário e conceder a inflação de 2019 em forma de abono, o que perfaz um total de apenas 8,48% e exclui os aposentados. 

Isto equivale a jogar gasolina em fogo, pois os profissionais do magistério não aceitaram tal proposta e a greve se fortaleceu mais ainda.

Ocorreto é o governo cumprir o que reza a lei do piso e conceder os 12,84% para todos, inclusive para aposentados e pensionistas. E é preciso pagar também em forma de salario os 4,17% de 2019.

Vote na enquete!

COMPARTILHE!

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...
Sobras de recursos devem ser pagas em forma de abono até o dia 31 deste mês. Devido ao aumento do percentual mínimo que deve ser gasto durante o ano com o magistério e ausência de reajuste salarial, estados, DF e municípios devem devolver dinheiro não utilizado aos educadores. Preencha os campos e veja o resultado em seguida.