"MONSTRO INOCENTADO" | Governo quer acabar aposentadoria dos trabalhadores e enxugar funcionalismo do país! Leia e compartilhe...

03/08/2017 07:48

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

DA REDAÇÃO | Tão logo se viu inocentado por um bando de deputados comprados com dinheiro público através de emendas parlamentares, Michel Temer (PMDB) se diz agora fortalecido e anuncia que aprovará rapidamente a reforma da previdência, isto é, o fim da aposentadoria dos trabalhadores.

Segundo nota de hoje (3) da coluna Painel, da Folha de S.Paulo:

"Em conversas com líderes do Congresso, Henrique Meirelles (Fazenda) disse que pretende, em no máximo dez dias, reinserir a reforma da Previdência [fim da aposentadoria dos trabalhadores] na pauta de prioridades. Ele vai marcar reunião para debater o tema com parlamentares." (Grifos nossos).

Em matéria (2) da Agência Brasil, Temer também se posicionou:

"Diante dessa eloquente decisão [picaretagem dos deputados], posso dizer que seguiremos em frente com as ações necessárias para concluir o trabalho [arrocho para o polvo] que meu governo começou há pouco mais de um ano", disse. 

Em festa, outra prioridade do governo agora é a aprovação de medidas draconianas contra os servidores públicos da União e Estados. Neste sentido, através da Medida Provisória MP nº 792, Temer quer demitir, diminuir jornada e salários ou colocar servidores federais de licença sem remuneração.

Em relação aos estaduais, através de Decreto Presidencial e da Lei Complementar LC nº 159, impõe aos governadores que quiserem renegociar suas dívidas um forte congelamento de salários do funcionalismo e também até demissão.

Veja: 

Medida Provisória MP nº 792, para os servidores da União:

  1. Exoneração, através de um Programa de Desligamento "Voluntário", onde quem aceitar leva apenas 1,25 salário por ano trabalhado. (Leia mais aqui).
  2. Redução salarial proporcional a redução de carga horária, onde o servidor pode perder até 50% de sua remuneração. (Leia mais aqui).
  3. Licença sem remuneração por até seis anos. (Leia mais aqui).

Para os estaduais, através de Decreto Presidencial e Lei Complementar LC nº 159:

  1. Congelamento salarial. (Leia mais aqui)
  2. Proibição de quaisquer acréscimos de vantagens ou crescimento na carreira. (Leia mais aqui).
  3. Programa de Demissão Voluntária. (Leia mais aqui)

Temer é um monstro, que veio para afundar ainda mais o país e acabar com os direitos dos trabalhadores, em particular os do setor público. Ele tem em suas mãos, através de dinheiro público, a maioria dos deputados e senadores. Ou o povo sai às ruas para derrubá-lo, ou ele vai esfolar a maioria da população.

LEIA TAMBÉM:

Eleições | A TV Bandeirantes realizou ontem (09) um debate com candidatos à presidência da república. O que deveria ter sido um confronto de ideias na verdade se tornou uma troca de figurinhas entre a maioria presente apoiadora do golpe que levou Michel Temer ao poder. Na prática, foi um debate fake, pois excluiu Lula — o candidato...

DA REDAÇÃO | O deputado Jair Bolsonaro (PSL-Rio) é só um laranja do PSDB, embora tenha conquistado uma legião de seguidores que tem forte antipatia pelos tucanos. Por que os fãs do "mito" não percebem que estão sendo enganados? Porque se guiam muito pela emoção e não por qualquer ínfimo sentido de racionalidade.