Greves pelo piso do magistério tomam conta de todo o Brasil

07/03/2020 10:02

Educação / Redes estaduais de Minas, Piauí e Rio Grande do Norte já estão com atividades paralisadas. Teresina promete iniciar na próxima semana, e Greve Geral Nacional já está marcada para o dia 18.

COMPARTILHE!

Publicidade

Trabalhadores em educação de todo o País intensificam greves pelo reajuste do piso do magistério, cujo percentual de correção para 2020 é 12,84%, aplicável a partir de janeiro, conforme reza a Lei Federal 11.738/2008. 

As redes estaduais de Minas Gerais, Piauí e Rio Grande do Norte já estão com as atividades paralisadas. Teresina promete iniciar movimento paredista dia 10, e Greve Geral Nacional da categoria — chamada pela CNTE — já está marcada para o próximo dia 18. Continua, após o anúncio.

Maioria não quer cumprir

Nenhum Estado até agora cumpriu o reajuste dos educadores. Mesmo o Maranhão, apontado como exemplo nacional, pagou os 12,84% apenas para parcela ínfima da categoria, conforme denúncias de profissionais do magistério de lá. O Ceará prometeu, mas ainda não está no contracheque de ninguém. Rio Grande do Norte e Teresina apresentaram propostas de parcelamento. E Piauí, Minas Gerais e demais estados nem promessa têm. Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) propôs apenas um abono e ainda chamou os professores de 'preguiçosos' e 'vândalos', segundo relatos de educadores na mídia e redes sociais. Continua, após o anúncio.

Poucos municípios pagaram

Nos municípios, a situação não é muito diferente, embora alguns prefeitos, poucos, já tenham cumprido o reajuste retroativo a janeiro. Nem as capitais falam em pagar.

A saída é a luta

Não há saída para o magistério, a não ser lutar por seus direitos, em particular pelo reajuste do piso nacional. Neste sentido, é correta a decisão dos educadores que já estão em greve e dos que já anunciaram paralisações para os próximos dias. Sob este aspecto, a Greve Geral Nacional do dia 18 é um forte componente para pressionar prefeitos e governadores.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...