Greves pelo piso do magistério tomam conta de todo o Brasil

07/03/2020

Educação / Redes estaduais de Minas, Piauí e Rio Grande do Norte já estão com atividades paralisadas. Teresina promete iniciar na próxima semana, e Greve Geral Nacional já está marcada para o dia 18.

COMPARTILHE!

Publicidade

Trabalhadores em educação de todo o País intensificam greves pelo reajuste do piso do magistério, cujo percentual de correção para 2020 é 12,84%, aplicável a partir de janeiro, conforme reza a Lei Federal 11.738/2008. 

As redes estaduais de Minas Gerais, Piauí e Rio Grande do Norte já estão com as atividades paralisadas. Teresina promete iniciar movimento paredista dia 10, e Greve Geral Nacional da categoria — chamada pela CNTE — já está marcada para o próximo dia 18. Continua, após o anúncio.

Maioria não quer cumprir

Nenhum Estado até agora cumpriu o reajuste dos educadores. Mesmo o Maranhão, apontado como exemplo nacional, pagou os 12,84% apenas para parcela ínfima da categoria, conforme denúncias de profissionais do magistério de lá. O Ceará prometeu, mas ainda não está no contracheque de ninguém. Rio Grande do Norte e Teresina apresentaram propostas de parcelamento. E Piauí, Minas Gerais e demais estados nem promessa têm. Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) propôs apenas um abono e ainda chamou os professores de 'preguiçosos' e 'vândalos', segundo relatos de educadores na mídia e redes sociais. Continua, após o anúncio.

Poucos municípios pagaram

Nos municípios, a situação não é muito diferente, embora alguns prefeitos, poucos, já tenham cumprido o reajuste retroativo a janeiro. Nem as capitais falam em pagar.

A saída é a luta

Não há saída para o magistério, a não ser lutar por seus direitos, em particular pelo reajuste do piso nacional. Neste sentido, é correta a decisão dos educadores que já estão em greve e dos que já anunciaram paralisações para os próximos dias. Sob este aspecto, a Greve Geral Nacional do dia 18 é um forte componente para pressionar prefeitos e governadores.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...