Docente usa dicionário para criticar de forma magistral o ataque chulo de Bolsonaro a repórter

19/02/2020

Política / Intervenção é brilhante e retrata com fidelidade o que de fato é esse presidente.

COMPARTILHE!

Publicidade

Foto/Reprodução You Tube
Foto/Reprodução You Tube

A ideia não poderia ter sido mais brilhante. A breve descrição, extraída do Dicionário Michaelis, não poderia ser mais perfeita. 

A resposta que uma professora do Paraná deu a Jair Bolsonaro, após o mesmo fazer ataque sexual à repórter Patrícia Campos Mello, retrata com fidelidade o que de fato é esse presidente. Leia, após o anúncio.

Leia:

Em seu perfil no Facebook, Clara, uma professora paranaense, afirmou:

"Não vou perder tempo aqui com agressores de mulheres. Para gente como Bolsonaro, cito apenas o que diz o Dicionário Michaelis sobre seres vis:

vil

adj m+f

Que não vale nada ou quase nada; que não presta; ordinário, reles.

2. De pouco valor; que se compra por baixo preço; barato.

3. Que não tem dignidade; abjeto, desprezível, indigno, infame.

4. Que é insignificante; que tem pouca ou nenhuma importância; miserável.

sm+f

Pessoa desprezível, infame e repugnante.

"Bolsonaro só é digno de impeachment", conclui a docente.

Fonte: BLOG DO POVO

COMPARTILHE!

Ajude com uma pequena doação. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...