Diante do atual custo de vida, estudo do DIEESE mostra que salário mínimo deveria ser R$ 5.289,53

09/12/2020

O cálculo é feito levando em consideração uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças e segue o que diz a Constituição Federal de 1988.

COMPARTILHE!

Publicidade

Foto/Reprodução.
Foto/Reprodução.

Economia | De acordo com Pesquisa Nacional feita em novembro último pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), o custo de vida está muito alto na maioria das capitais do País. Diante disso, e considerando a cesta básica mais cara, no Rio de Janeiro, o DIEESE diz que o salário mínimo nacional deveria ser R$ 5.289,53. Continua, após o anúncio.

Base do cálculo

O DIEESE explica que esse salário mínimo de mais de cinco mil reais para novembro último está calculado para uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças. O DIESSE leva em conta também nos seus cálculos o que diz o item IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988.

Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:

IV - salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim.

COMPARTILHE!

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...