Vacina tem que ser urgente, pois custo de serviços médicos e hospitalares subirá 11,5% em 2021

21/12/2020

Previsão de alta nos preços dos tratamentos de saúde no Brasil e no resto do planeta foi feita pela consultoria Mercer Marsh Benefícios e está relacionada à Covid-19 e outras doenças.

Publicidade

Imagem ilustrativa: aplicativo Canva.
Imagem ilustrativa: aplicativo Canva.

Saúde | Mesmo quem se deixa influenciar pelo presidente Bolsonaro e acha que vacina contra Covid-19 não tem efeito, deve torcer para que uma chegue logo ao Brasil. A não ser que tenha muito dinheiro para pagar serviços médicos e hospitalares. Segundo a consultoria Mercer Marsh Benefícios, gastos com tratamento de saúde devem subir no mundo inteiro em 2021. Para o Brasil, previsão é de alta de 11,5%. Dentre as razões para a elevação de preços no setor estão a pandemia de coronavírus e outras doenças. Registro sobre isso está em matéria de hoje (21) da Folha de S.Paulo. Continua, após o anúncio e a enquete.

Vote na enquete!

Aumento dos preços

Matéria da Folha diz que: "De acordo com a pesquisa [da Mercer Marsh Benefícios], 54% das operadoras de planos de saúde com negócios na América Latina preveem aumento nos pagamentos, com maior número de consultas e exames para pacientes com Covid-19 e doenças cujo tratamento foi adiado após o início da pandemia do coronavírus."

E continua a Folha: "No Brasil, as operadoras preveem aumento de 11,5% nos custos dos serviços médicos e hospitalares em 2021, como neste ano, bem acima da inflação projetada para a economia brasileira. Segundo o boletim Focus, as expectativas do mercado financeiro apontam inflação de 4,35% neste ano e 3,34% no próximo."

É bom todo mundo seguir um velho e conhecido ditado: prevenir é melhor (e mais barato) que remediar.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de qualquer valor, para ajudar a cobrir os custos de manutenção do site. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Anúncio

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...