Urgente | Mesmo internado, Bolsonaro quer idade mínima de 65 anos para aposentadoria e outras bombas! Leia e compartilhe...

04/02/2019 17:22

Paulo Guedes, ministro da Economia, recebeu sinal verde de Bolsonaro para acabar a aposentadoria dos trabalhadores
Paulo Guedes, ministro da Economia, recebeu sinal verde de Bolsonaro para acabar a aposentadoria dos trabalhadores

Além da idade mínima de 65 anos, governo quer aposentadoria integral apenas para quem cumprir 40 anos de contribuição. Servidores públicos, em particular professores, são bastante atacados. Docentes perdem aposentadoria especial

Economia | Mesmo no hospital e em estado aparentemente grave, o presidente Jair Bolsonaro dá sinal verde para sua equipe econômica lançar uma artimanha para elevar para 65 anos a idade mínima para aposentadoria no Brasil. Homens e mulheres. A medida preliminar seria feita através de uma PEC — Projeto de Emenda à Constituição. Caso prevaleça, será uma nova "PEC da Morte", mais grave até que a criada por Michel Temer para congelar por vinte anos investimentos em saúde e educação. Além da pavorosa idade mínima de 65 anos, o Estadão antecipou também alguns outros pontos da reforma da previdência que o governo federal quer enviar Congresso Nacional. Uma bomba atrás da outra. Veja, após o anúncio.

Principais pontos da reforma criada pelo governo Bolsonaro:

  • Idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem. Quem conseguirá?
  • Criação de gatilho para elevar essa idade mínima a cada quatro anos. 65 anos passarão a 70, 80...
  • Idade mínima de 40 anos de contribuição para quem quiser aposentadoria integral. Quem alcançará?
  • Tempo mínimo de 20 anos de contribuição para o INSS e 25 anos para os servidores públicos.
  • Renda máxima de R$ 1 mil para pessoas com deficiência sem condições de sustento.
  • Renda de R$ 500 para baixa renda aos 55 anos ou mais e de R$ 750 para baixa renda aos 65 anos ou mais.
  • Restrição de pagamento do abono a quem recebe até um salário mínimo.
  • Limitação de acúmulo de pensão e aposentadoria com desconto progressivo.
  • Diminuição dos valores da pensão por morte.
  • Paridade e integralidade entre ativos e aposentados só após idade mínima de 65 anos.
  • Idade mínima de 60 anos para trabalhador rural e professor. É o fim da aposentadoria especial dos docentes. Em breve publicaremos matéria específica sobre este tema relacionado aos educadores.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Leia também: