Ameaças e chororô é coisa de quem sabe que não ganha no voto, diz analista

29/09/2022

Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz também um importante alerta relativo ao dia da votação.

Política | Quanto mais se aproxima o dia das eleições, mais Jair Bolsonaro e seu bando de arruaceiros ameaçam golpe e tentam desqualificar as urnas eletrônicas, as pesquisas eleitorais e o TSE. "As ameaças e chororô, na verdade, é coisa de quem sabe que não tem como ganhar no voto", diz o cientista político Flávio N Almeida, consultado pelo Dever de Classe.

Como não tem votos suficientes para impedir vitória de Lula, o capítão quer ganhar no grito. Mas não passará. Foto/reprodução.
Como não tem votos suficientes para impedir vitória de Lula, o capítão quer ganhar no grito. Mas não passará. Foto/reprodução.

Após o anúncio, veja mais detalhes do que diz o cientista político consultado pelo dever de classe, e o alerta que ele faz em relação ao dia do pleito.

Leia também:

Bolsonaro tem condições mesmo de tumultuar o dia do pleito e impedir vitória de Lula no primeiro turno?

Bolsonaro e seus seguidores mais fanáticos já demonstraram uma coisa: não têm intenção de aceitar o resultado das urnas de forma pacífica, caso não lhe seja favorável, como é o mais provável de ocorrer. E não tenho dúvidas de que vão tentar tumultuar no domingo para tentar ganhar no grito. Eles demonstram ser firmes em relação a isso.

O que poderiam fazer?

Além das tradicionais fake news, que já rolam absurdamente nas redes sociais, podem partir para ações práticas mais audaciosas, como:

  • Espalhar o terror de que que "sair de casa para votar pode ser perigoso, pois muitos poderão morrer em confrontos de militância."
  • Tacar o terror nas proximidades dos locais de votação, dando tiros de revólver para cima e outras arruaças, para tentar afastar eleitores de Lula, dentre outras ações radicalizadas...

Mais isto não pode também afastar os eleitores de Bolsonaro? (Ver resposta após o anúncio).

Sim, mas eles trabalham com a hipótese de que não têm como ganhar mesmo no voto, e também com o fato de que seus eleitores são fanatizados e não têm medo de provocações, até porque o terror não virá dos petistas. A abstenção favorece Bolsonaro. Por isso, vão tentar aterrorizar o pleito.

Como evitar a tentativa de golpe, então?

Creio que é não se intimidando. Os eleitores de Lula, em particular os que militam no partido e têm experiência com movimentos de rua, não devem provocar e nem aceitar provocação. Qualquer tumulto deve ser denunciado imediatamente às autoridades no local. É preciso garantir o máximo de presença no dia da eleição. Isto é fundamental para que Lula ganhe no primeiro turno, tal como já mostram as pesquisas e é o sentimento no País, inclusive nas próprias hostes bolsonaristas, daí o desespero dos fascistas.


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite também para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Se não quiser ou não puder doar, continue a nos acessar do mesmo jeito. Gratos.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt 

Siga-nos!

Mais recentes sobre política...

Paulistas não podem permitir que um aventureiro — inclusive com suspeitas de que é acompanhado por milicianos — governe o estado mais importante do País.