Reforma | Governo quer reincluir estados e municípios e preocupa policiais e professores! Acesse...

07/07/2019
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Economia | A notícia de que estados e municípios podem ser reincluídos na reforma da Previdência desagradou em cheio os servidores públicos desses setores, em particular policiais e professores. Quem deu o informe dessa reinclusão foi o ministro da Casa Civil — Onyx Lorenzoni, segundo matéria de O Globo (8). 

O Globo informa ainda que o ministro da Casa Civil quer reunir governadores na terça-feira, dia 9, para tratar do assunto. Articulação envolve também o presidente da Câmara Rodrigo Maia. Lorenzoni  disse que já tem 330 votos para aprovar a reforma, 22 a mais do necessário. Continua, após o anúncio.

Publicidade

Educação e segurança

O receio dos servidores públicos de estados e municípios de serem reincluídos na reforma é porque o texto-base aprovado na Comissão Especial da Câmara só traz prejuízos ao funcionalismo. Professores e policiais sentem calafrios ao saber que terão que trabalhar e contribuir à previdência por no mínimo 40 anos para obter aposentadoria integral. Imagine quatro décadas em sala de aula ou correndo atrás de bandidos... Continua, após o anúncio.

Pensionistas

Quem também está muito preocupado com a possibilidade de estados e municípios serem enquadrados na reforma de Bolsonaro são os pensionistas. Pelo que já foi aprovado na Comissão Especial, valor do benefício cai para apenas 60%. E, se uma viúva, por exemplo, tiver aposentadoria e pensão, ela terá que optar pelo valor maior e receberá apenas uma pequena parcela do outro benefício.

Alíquotas

O valor das alíquotas também sobe bastante para os servidores públicos. A contribuição pode chegar a 22% do salário. 

Postagens mais recentes:

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...
No final, o monstro assassino é derrotado, morre... Mas volta para dar mais um susto na plateia.