Lesa-pátria | Bolsonaro oferece em leilão 15 bilhões de barris de petróleo à China! acesse...

26/10/2019

Publicidade

Economia / Presidente age como um verdadeiro lesa-pátria ao sair oferecendo as riquezas do País. Na campanha, disse que 'enfrentaria' a China. Agora, bajula os 'comunistas'. 

COMPARTILHE!

Bolsonaro e sua comitiva na China. Detalhe para as bandeirinhas comunistas vermelhas ao fundo. Foto: Isac Nóbrega/PR/Agência Brasil.
Bolsonaro e sua comitiva na China. Detalhe para as bandeirinhas comunistas vermelhas ao fundo. Foto: Isac Nóbrega/PR/Agência Brasil.

Em sua viagem de turismo e entrega do patrimônio público à China, o presidente Bolsonaro convidou o presidente chinês, Xi Jinping, para participar do leilão do pré-sal, considerado pelo governo como o maior leilão de óleo e gás da história. "Creio que a China não poderia se fazer ausente neste momento", disse o o capitão. Informe está em matéria de ontem (25) do UOL.

15 bilhões de barris

Segundo ainda a matéria do UOL:

"As áreas a serem exploradas são todas localizadas na Bacia de Santos. Na licitação, serão ofertados os excedentes (volumes superiores aos 5 bilhões de barris que a Petrobras tem o direito de produzir)." 

"Em 2010, a Petrobras e a União fecharam um acordo que permitiu à estatal explorar 5 bilhões de barris de petróleo em campos do pré-sal na Bacia de Santos, sem licitação. Mas, desde então, descobriu-se que a reserva é bem maior, um excedente estimado em até 15 bilhões de barris adicionais. É esse excedente que será leiloado." Continua, após o anúncio.

Em síntese: para o Brasil, 5 bilhões de barris. Para a China e outros países poderosos, três vezes mais. Um lesa-pátria é o que Bolsonaro é.

COMPARTILHE!

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Lei Complementar contra o magistério, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em março deste ano, desconsiderou — para efeito de vários e importantes benefícios — quase dois anos de trabalho dos profissionais da educação, maio de 2020 a 31 de dezembro de 2021, fase crítica da pandemia de Covid-19. Na prática, é como se o magistério não tivesse...
Anúncios de pagamento devem se intensificar no mês de dezembro. Expectativa é que muitos estados e inúmeros municípios paguem o abono aos profissionais do magistério. CNTE luta para mudar critério de distribuição.
Objetivo é garantir ganho real para a categoria logo a partir de janeiro. Documento com outras importantes pautas dessa área foi entregue ao setor de educação da equipe de transição do futuro governo Lula.