Reforma | Casal de professores morre em plena sala de aula! Leia e compartilhe...

11/07/2019 22:21

Foto ilustrativa: Depositphotos
Foto ilustrativa: Depositphotos

"Idosos morreram abraçados numa data que era para ser apenas mais um dia de rotina em suas já longas jornadas de trabalho"

Educação | Muita tristeza e comoção nos velórios da professora Maria da Silva e de seu Constâncio Sena, também educador. Os dois morreram abraçados aos 80 e 82 anos, respectivamente, em plena sala de aula. Eram viúvos e estavam de namoro há pouco tempo. O casal era também muito querido pelos alunos e por seus colegas de profissão, a maioria octogenários que nem eles. Saiba como foi, após o anúncio.

Como foi

Dona Maria Silva chegou muito cedo em seu local de trabalho, para mais um dia de labuta. Teria dez aulas na data em que morreu. Ao chegar a uma das salas para se encontrar com os alunos, sentiu-se mal. Mas não deu importância, pois isso já ocorria desde que completara 70 anos. Ao iniciar a chamada, contudo, desmaiou.

Todo mundo tentou salvar

Os alunos chamaram a diretora, Dona Francisca da Providência de Jesus, de 80 anos de idade, que acionou imediatamente o Samu. Seu Constâncio — também professor na escola — ainda tentou reanimar Dona Maria. Mas não teve muitas forças. Devido à idade avançada e à emoção do momento, acabou também por falecer abraçado à sua companheira. ,.


Socorro chegou tarde demais

Quando o Samu chegou, os dois já estavam mortos, sob o choro e os gritos de desespero das crianças e dos demais educadores e funcionários da escola. Outros docentes também passaram mal devido à cena e tiveram que ser internados às pressas no Hospital de Professores Idosos Presidente Jair Bolsonaro - HPIPJB. 


Lotado

O HPIPJB, no entanto, estava lotado e muitos mestres tiveram que ficar em macas e até jogados no chão dos corredores desse precário centro de saúde. Segundo nossa equipe de reportagem apurou, Dona Maria Silva e seu Constâncio se aposentariam daqui a aproximadamente cinco anos, oportunidade em que planejavam se casar. .


Estranho?

Achou essa história meio ou muito estranha? Pois é. Hoje isto ainda não ocorre com os professores brasileiros. A narrativa acima é só mesmo uma ficção. No entanto, se a Reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro for aprovada também no Senado, cenas como as descritas acima podem virar rotina no Brasil. Lute agora contra essa reforma ou não terá do que estranhar depois.

Leia também: