Prefeitura aplica reajuste e docentes chegam a R$ 22 mil

17/01/2024

Professores 20h (um turno) recém convocados podem chegar a R$ 4.354,06, melhor remuneração inicial em relação a todos os estados do Brasil. 


Piso do Magistério | Enfim, uma boa notícia em relação ao magistério. Segundo matéria no site oficial da Prefeitura de Timon (MA), município enviou à Câmara Municipal de Vereadores (15) Projeto de Lei para cumprir o reajuste dos professores deste ano — 3.62%. Com isso, docentes podem chegar a até R$ 22.007,72

Timon tem população de 161.721 habitantes, segundo o IBGE, e é vizinha de Teresina-PI. A prefeita é a professora Dinair Veloso, formada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e pós-graduada em Psicopedagogia Clínica e Institucional.

Com a correção salarial, a remuneração para recém convocados 20 horas (um turno) passa a R$ 4.354,06, valor próximo ao estabelecido este ano para jornada dupla de 40 horas semanais, que é R$ 4.580,57. É "a melhor remuneração inicial em relação a todos os estados do Brasil", diz a matéria.

Ver mais detalhes, após o anúncio.

Professora Dinair Veloso, prefeita de Timon. Foto /reprodução/Facebook.
Professora Dinair Veloso, prefeita de Timon. Foto /reprodução/Facebook.

Melhor remuneração

Com o percentual de 3,62% aplicado de forma linear e na carreira, o piso (salário-base) menor para 20 horas em Timon passa a ser R$ 3.711,82, "que equivale a 62% acima do piso nacional, estabelecido [para igual jornada neste ano] em R$ 2.290,29", destaca também manchete da postagem.

Talvez muitos estejam se perguntando como um reajuste de 3,62% pode elevar ganhos de docentes a valores consideráveis em relação à media nacional. A resposta é: Plano de Carreiras e Salários. Se for bom, qualquer percentual aplicado de forma linear e na base (piso) eleva de forma bastante razoável a remuneração, que é o salário final, ou seja, salário-base + vantagens.

Com informações de Prefeitura de Timon

Lei Nacional

Sobre carreiras e salários, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (17), a Lei nº 14.817/24. Tal legislação estabelece regras gerais para a melhoria salarial e de trabalho dos profissionais da educação básica da rede pública de todo o País.

O Dever de Classe está analisando a lei e publicará matérias brevemente. 


Compartilhe e curta abaixo nossa página no Twitter e Facebook, para receber atualizações sobre este tema. E aproveite também para deixar uma pequena doação ao nosso site.

Ajude com uma pequena doação de qualquer valor. Temos custos a pagar todos os meses e, para manter nossas publicações, precisamos de seu apoio. Gratos.

Chave para Pix

pix@deverdeclasse.org - João R P Landim Nt


Colabore no Vaquinha

Chave PIX:

3435969@vakinha.com.br 

Siga-nos!

Mais recentes Piso do Magistério

No entendimento de José Professor Pachêco e Renato Coelho de Farias, a correção do piso deve ser pelo custo aluno executado, e não pelo custo aluno estimado. Deste modo, índice de 2024 é 4,70%, e não 3,62%. Nesta linha, valor nominal deste ano é R$ 4.633,44, em vez de R$ 4.580,57. Foi o que divulgamos aqui em matéria do Dever...

De acordo com o critério de correção anual, índice passa a ser 4,70%, e não os 3,62%, calculados com base em Portaria Interministerial anterior. E valor nominal sobe de R$ 4.480,57 para R$ 4.633,44. Estados e municípios receberão mais de meio bilhão de reais extras do Fundeb.