Novo piso nacional e profissional do magistério tem data para ser fixado em todo o País

12/12/2020

Dispositivo é resultado de emenda ao novo Fundeb apresentada pela deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) e vale para a educação básica pública de estados e municípios.

Publicidade

Deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC). Pablo Valadares/Câmara dos Deputados.
Deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC). Pablo Valadares/Câmara dos Deputados.

Educação | Em meio à votação na Câmara que aprovou transferência de dinheiro do Fundeb para escolas privadas, a deputada Perpétua Almeida (PCdoB) conseguiu passar uma emenda que garante um novo piso nacional profissional para os profissionais do magistério de todo o País, em particular para os professores. Foram 205 votos a favor e 198 contra a proposta. Vitória apertada, portanto. Veja mais detalhes, após o anúncio.

Veja o teor da emenda aprovada na votação do novo Fundeb:

EMENDA DE PLENÁRIO Nº 

Inclua-se onde couber no texto do substitutivo do Projeto de Lei nº 4.372, de 2020, a seguinte redação: 

"Art. ... O Poder público deverá fixar, em lei específica, até 31 de dezembro de 2021, piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica

Parágrafo único. Até que a legislação disposta no caput entre em vigor, considerar-se-á vigente o disposto na Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008."

Deputada Perpétua Almeida - PCdoB/AC 

Proposta ainda terá que passar pelo Senado.

Continua, após o anúncio.

Piso nacional atual continua valendo

Como está claro no Parágrafo Único da Emenda aprovada na Câmara, até que o novo piso proposto seja fixado, vale o que está na Lei 11.738/2008, que para este ano fixou reajuste de 12,84%. E para 2021, previsão era de 5,9%. 

O presidente Bolsonaro vetou essa futura correção e há uma série de propostas na Câmara que visam tornar sem efeito a ação do governo federal, para que os 5,9% sejam garantidos a partir de janeiro do próximo ano.

Curta abaixo nossa página no Facebook para receber atualizações sobre este tema.

COMPARTILHE!

Faça uma pequena doação de um valor qualquer para que possamos continuar a manter este site aberto. Caso não possa ou não queira colaborar, continue a nos acessar do mesmo jeito enquanto estivermos ativos. Gratos.

Doar com PagSeguro

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...