Milhares contestam fim da aposentadoria especial dos professores! Clique, vote e compartilhe...

21/02/2019
Imagem: depositphotos
Imagem: depositphotos

Professores precisam se mobilizar para não perder o direito de aposentar mais cedo, algo justo por conta da natureza desgastante da profissão que exercem

Economia | Na enquete abaixo, mais de 80 mil internautas contestam fim da aposentadoria especial dos professores. Governo Bolsonaro propõe acabar as regras atuais e mestres terão que ter idade mínima de 60 anos para se aposentar. E para obter o benefício integral, só após 40 anos de contribuição. Quem quiser ir para casa mais cedo, pode perder até 40% do salário.

Vote e compartilhe!

Leia também:

Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...
Sobras de recursos devem ser pagas em forma de abono até o dia 31 deste mês. Devido ao aumento do percentual mínimo que deve ser gasto durante o ano com o magistério e ausência de reajuste salarial, estados, DF e municípios devem devolver dinheiro não utilizado aos educadores. Preencha os campos e veja o resultado em seguida.
Quem tem carga horária menor receberá menos, R$ 12.400. Benefícios desse tipo estão sendo anunciados e pagos em todo o Brasil e são obrigatórios, caso um prefeito ou governador não tenha gasto neste ano o percentual mínimo de 70% do Fundeb com a folha do magistério. Educadores de todas as localidades têm de cobrar do Conselho desse fundo e...
Prefeitos e governadores, principalmente os primeiros, anunciam ações radicalizadas neste mês de dezembro para tentar derrubar o reajuste de 31,3% previsto para o magistério. Em sentido contrário, isto é, em defesa desse aumento, categoria deve também partir para a ação.