Fim da aposentadoria: Estadão mostra que apenas 73 deputados estão totalmente a favor! Leia e compartilhe...

14/04/2019
Deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos maiores defensores da reforma da Previdência. Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados.
Deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos maiores defensores da reforma da Previdência. Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados.

Governo Bolsonaro precisa de 308 votos para acabar a aposentadoria dos trabalhadores

Economia | Placar na Câmara dos Deputados mostra que apenas 73 deputados são a favor do texto integral de reforma da Previdência apresentado pelo governo Bolsonaro. Kim Kataguiri (DEM-SP) é um deles. Levantamento foi feito pelo Estadão e está no site do jornal. Para aprovar o fim da aposentadoria dos trabalhadores, o Planalto precisa de 308 votos. Ou seja, o capitão e sua equipe econômica têm que correr atrás de mais 235 parlamentares se quiserem que o projeto passe sem mudanças. 


Totalmente contra

O Estadão também informa que 113 parlamentares são totalmente contra a medida, isto é, a rejeitam na íntegra. Erika Kokay (PT-DF) e Marcelo Freixo (PSOL-RJ) estão entre eles. E há os que são a favor da reforma — 118 — mas querem que o texto seja alterado, o que também não é bom para o governo.


Em cima do muro

O Estadão mostra ainda que 102 deputados estão em cima do muro e não quiseram se pronunciar sobre o projeto, dentre os quais a Professora Dayane Pimentel (PSL-BA) e Mauro Benevides Filho (PDT-CE).

Por fim, o jornal diz ainda que 107 parlamentares não foram encontrados para responder se apoiam ou não o fim da aposentadoria dos trabalhadores. Aécio Neves (PSDB-MG) está nessa lista.

Leia também:

Deixe de aterrorizar os brasileiros com suas ameaças. Aceite que a maioria do povo não o quer mais. Vá rezar, se benzer, tomar um banho de sal grosso no lombo. Peça perdão por seus crimes cometidos na presidência. O Brasil quer é Lula de novo", diz um dos trechos enviado pela docente.
Jair Bolsonaro sabe que as urnas são seguras e que as pesquisas refletem vitória de Lula no primeiro turno, tal também como acertaram em relação ao próprio atual presidente em 2018. Por isso, só resta ao capitão berrar, para tentar tumultuar o dia do pleito e ganhar no grito. Coisa de baderneiro desesperado", diz o cientista político, que faz...
No final, o monstro assassino é derrotado, morre... Mas volta para dar mais um susto na plateia.