Bolsonaro analisa proposta que prevê 22% de contribuição previdenciária para servidores públicos! Leia e compartilhe...

05/11/2018 15:20

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Texto prevê alta de contribuição básica e criação de alíquota suplementar. Medida atinge servidores públicos federais e provocará efeito cascata em estados e municípios, caso seja aprovada no Congresso Nacional. Funcionários ativos, aposentados e pensionistas serão encaixados no projeto

Economia | A Reforma da Previdência proposta pelo ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga e pelo economista Paulo Tafner atinge em cheio os servidores públicos federais, que poderão pagar até 22% de contribuição previdenciária. Medida foi estudada pela equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).  Atualmente, a alíquota aplicada sobre os salários das categorias é de 11%. Se o texto analisado pela equipe do novo presidente da república passar no Congresso, provocará efeito cascata nos estados e municípios. Vote na enquete ao final da matéria.

Leia também: Três projetos contra professores podem ser aprovados no Congresso Nacional

Segundo o Portal O Dia: "A proposta diz que a alíquota previdenciária básica dos servidores poderá aumentar se houver necessidade 'para a garantia do equilíbrio atuarial'. Além disso, autoriza a criação de uma alíquota suplementar. Isso desde que a taxa extraordinária somada à básica (de 11%) não ultrapasse 22% sobre a totalidade dos vencimentos dos funcionários ativos, aposentados e pensionistas." (Continua, após o anúncio).

Ainda de acordo com O Dia: "Advogado do Instituto de Estudos Previdenciários (Ieprev), Luiz Felipe Veríssimo apontou esse [elevação da contribuição previdenciárias dos servidores] como um dos itens mais importantes. 'Hoje em dia, essa alíquota é fixa, de no mínimo 11%, conforme praticado aos servidores federais, sendo que aos inativos e pensionistas o desconto incide apenas sobre os valores que suprem o teto do Regime Geral de Previdência, no valor de R$ 5.645,80'".

Idade mínima para todos

A proposta estabelece também 65 anos como idade mínima para homens e mulheres se aposentarem. Contudo, segundo informes de setores da mídia, equipe de Bolsonaro manteria 65 anos para homens mas, para mulheres, diminuiria a idade mínima para 62 anos. 

Após o anúncio, vote na enquete mais abaixo!

Leia também: