Ataque ao funcionalismo e R$ 800 milhões: Temer lança dois planos canalhas para aprovar na marra o fim da aposentadoria! Saiba mais...

17/03/2017 11:32

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Da Redação | Um dia após após as gigantescas mobilizações de 15 de Março, que levaram milhões às ruas de todo o país contra a reforma da previdência, Michel Temer (PMDB) e seus comparsas de golpe contra o povo, desesperados, lançaram ontem dois planos canalhas para tentar aprovar na marra o fim da aposentadoria. 

O primeiro refere-se a uma ditadura contra os servidores públicos. Neste sentido, governistas tentaram aprovar ontem (16), em regime de urgência, o Projeto de Lei do Senado (PLS 710/2011), do tucano Aloysio Nunes, que acaba com o direito de greve do funcionalismo. 

Medida só não foi aprovada porque os senadores do PT e PCdoB obstruíram o processo. Até o governista Renan Calheiros (PMDB), pressionado pelas ruas, também disse não. 

O segundo é a escandalosa liberação de R$ 800 milhões aos parlamentares, para que eles "aguentem" as pressões do povo e votem no projeto do governo. 

"Segundo informações da Folha de São Paulo, os recursos destinados a emendas de responsabilidade de seis partidos da base chegam a R$ 300 milhões e de acordo com integrantes da própria equipe presidencial, o total pago a toda a base aliada chega a R$ 800 milhões."

"As pastas que receberam os recursos foram a de Saúde, Cidades e Turismo e a lista de obras beneficiadas foi encaminhada aos ministérios. A justificativa para não ter liberado as verbas até então era de que necessitava 'obtenção de disponibilidade junto ao Tesouro' e 'verificação do andamento de cada convênio'".

Michel Temer está à frente, portanto de um governo perigoso, maléfico à maioria da população e aos interesses maiores do País. Além de querer a todo custo o fim da aposentadoria dos trabalhadores, o peemedebista e seus seguidores preparam o terreno com outras reformas para entregar o Brasil aos grandes capitalistas estrangeiros. É um vendilhão da Pátria. Tem que ser enxotado imediatamente da presidência.


Leia também: 

Eleições | A TV Bandeirantes realizou ontem (09) um debate com candidatos à presidência da república. O que deveria ter sido um confronto de ideias na verdade se tornou uma troca de figurinhas entre a maioria presente apoiadora do golpe que levou Michel Temer ao poder. Na prática, foi um debate fake, pois excluiu Lula — o candidato...

DA REDAÇÃO | O deputado Jair Bolsonaro (PSL-Rio) é só um laranja do PSDB, embora tenha conquistado uma legião de seguidores que tem forte antipatia pelos tucanos. Por que os fãs do "mito" não percebem que estão sendo enganados? Porque se guiam muito pela emoção e não por qualquer ínfimo sentido de racionalidade.