Desmoralizado, ministro recua de filmar crianças e impor slogan de Bolsonaro nas escolas! Leia e compartilhe...

26/02/2019 12:45

Orientação ridícula do ministro provocou repulsa em todo o país. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil
Orientação ridícula do ministro provocou repulsa em todo o país. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Espera-se agora que o ministro colombiano crie juízo e pare de tumultuar a educação brasileira

Política | Após ser rechaçado por educadores sérios em todo o Brasil, o ministro da Educação Ricardo Vélez Rodrigues — desmoralizado — recuou da ideia de impor o slogan de Jair Bolsonaro nas escolas públicas e privadas do país. Em e-mail enviado aos estabelecimentos de ensino, Vélez orientou que alunos e professores deveriam se perfilar todos os dias para serem filmados cantando o hino nacional e repetindo o bordão fajuto de campanha do capitão: "Brasil acima de tudo. Deus acima de Todos."


Revolta geral

Vários órgãos da área se manifestaram publicamente contra a medida e desautorizaram o ministro. Segundo matéria de hoje (26) da Folha, "a Secretaria de Educação de Pernambuco emitiu uma nota crítica à recomendação do Ministério da Educação, informando que a orientação não será cumprida." Continua, após o anúncio.

Mais repulsa

Ainda de acordo com a Folha: "O Consed, entidade que reúne os secretários estaduais de Educação, publicou nota em que acusa a carta do MEC de ferir a autonomia das escolas." A Nota diz: "O que o Brasil precisa, ao contrário de estimular disputas ideológicas na Educação, é que a União, os Estados e os Municípios priorizem um verdadeiro pacto na busca pela aprendizagem." Espera-se agora que o ministro colombiano crie juízo e pare de tumultuar a educação brasileira.

Leia também: