Carteira nacional paga que identifica professores já está na mesa diretora da Câmara! Leia mais e compartilhe...

11/11/2018 08:00

Deputada Erika Kokay (PT-DF) questiona geração de despesas a professores e propõe que projeto que cria carteira nacional seja analisado com mais rigor na Comissão de Educação / Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Deputada Erika Kokay (PT-DF) questiona geração de despesas a professores e propõe que projeto que cria carteira nacional seja analisado com mais rigor na Comissão de Educação / Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Segundo defensores do projeto, carteira nacional será uma forma de reconhecimento aos relevantes serviços prestados pelos professores e também um meio de promover isonomia entre estes e outros profissionais, como médicos e advogados, por exemplo

Educação | De autoria do deputado federal Jorginho Mello (PR-SC), o projeto que cria uma carteira nacional para identificar professores já está na mesa diretora da Câmara dos Deputados. Medida tramitou em várias comissões da casa. 

Se aprovado, documento será emitido pelo poder público e custeado pelos educadores. Preço ainda será regulamentado. Deputada Erika Kokay (PT) questiona pagamento a ser feito pelos mestres e propõe que o projeto seja analisado com mais rigor na Comissão de Educação.


Justificativas

Segundo o autor da ideia, carteira representa "uma forma de reconhecimento pelos relevantes serviços prestados por esses profissionais, que desempenham atividades de interesse público e contribuem sobremaneira para a formação e consolidação da cidadania." (Continua, após o anúncio)

Além disso, justifica o parlamentar, documento trará isonomia entre professores e outros profissionais (como advogados, médicos, economistas), que já dispõem de documento nacional de identificação. 


E salários?

O projeto que cria a carteira dos professores, no entanto, não toca que é preciso criar também uma isonomia salarial entre as remunerações dos mestres e a de outros profissionais com mesmo grau de escolaridade. Como se sabe, os docentes — em particular das redes públicas de estados e municípios — estão entre os que ganham menos no País.


Deputada questiona pagamento

A deputada Erika Kokay (PT-DF) apresentou parecer onde elenca alguns problemas no projeto que cria a carteira nacional dos professores, dentre os quais a exigência de que os mestres tenham que custear o documento. Neste sentido, propôs que a matéria fosse encaminhada à Comissão de Educação da Câmara para uma análise mais rigorosa da questão.

Leia também: