+ de R$ 100 | Dona de casa bolsonarista lamenta novo aumento do gás! acesse...

22/10/2019

Publicidade

Economia / Bolsonaro autorizou aumento de 8,5% no gás de cozinha e botijão já está sendo vendido por mais de R$ 100 em muitas cidades brasileiras. "Desse jeito ninguém aguenta, meu capitão!", disse uma seguidora do presidente.

COMPARTILHE!

Durante a campanha eleitoral de 2018, o hoje presidente Jair Bolsonaro garantiu que reduziria o preço do gás de cozinha. No segundo turno, chegou inclusive a atacar o então candidato Fernando Haddad porque o petista apresentou uma proposta real para a redução do gás: "Ele diz que vai passar o preço do gás para R$ 49. Eu quero que ele passe para R$ 30. (...) Nós queremos sim diminuir o preço do gás, mas com seriedade." O resultado dessa "seriedade" toda é que com a autorização do novo aumento de 8,5%, em muitas cidades do País um botijão de 13kg já está sendo vendido a mais de R$ 100. Maioria da população está revoltada com a majoração. Até seguidores do presidente não engolem a elevação do preço, conforme veremos após o anúncio.

Revolta

Após saber que Bolsonaro autorizou novo aumento para o gás, muitos internautas manifestaram indignação pelas redes sociais, alguns inclusive seguidores do próprio presidente. Pelo Facebook, a Dona Sônia Teixeira desabafou:

"Desse jeito ninguém aguenta, meu capitão!"

Com informações de: Partido dos Trabalhadores

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes...

Benefício será depositado na conta de professores e todos os demais servidores da educação ainda neste mês de dezembro. Detalhe do anúncio mostra que não é só do Fundeb que há sobras de recursos, algo que deve ser observado pelo magistério de todo o Brasil.
Medidas visam adequar prefeitura de Teresina à Reforma da previdência criada pelo presidente Jair Bolsonaro, do qual o prefeito José Pessoa (MDB) é forte aliado. Direção do Sindserm-THE chama mobilização para Câmara Municipal, com o intuito de barrar as horrendas iniciativas.
Magistério de estados e municípios deve pressionar gestores sobre recursos, pois aprovação de lei sobre como proceder ao rateio encerra dia 31 deste mês, vez que dinheiro que sobrar deve ser devolvido em forma de abono ao magistério ainda neste ano. Vereadores e deputados estaduais devem ser acionados o quanto antes. O recesso parlamentar se...