Alerta! Maia ameaça usar WhatsApp e fake news para enganar sobre a Reforma! Não caia e denuncie...

25/02/2019 14:38

Rodrigo Maia quer que o trabalhador acredite que se aposentar só aos 80 anos é bom para o próprio trabalhador. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Rodrigo Maia quer que o trabalhador acredite que se aposentar só aos 80 anos é bom para o próprio trabalhador. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Quando começar a receber as mentiras de que a reforma vai melhorar sua vida, não acredite. E denuncie publicamente a tramoia. Não concorde com o fim da aposentadoria dos trabalhadores 

Política | O projeto de Reforma da Previdência do governo Bolsonaro (PSL) é uma bomba na cabeça dos trabalhadores e da maioria da população. A mega trapaça contra a aposentadoria do povo é muito difícil de vender. Por isso, o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) ameaçar usar a tática das fakes news pelo WhatsApp e outras redes sociais. 

Artimanha, segundo o próprio Maia declarou hoje (25) em matéria da Folha, foi decisiva para a eleição de Jair Bolsonaro. De fato, o atual presidente conseguiu enganar milhões de eleitores trouxas com as lorotas da mamadeira de piroca e do kit gay. Agora, querem repetir a tática da mentira em relação à reforma que extingue a aposentadoria dos trabalhadores.


Diz Maia à Folha:

"A questão da comunicação é decisiva. Não tem como ir para o enfrentamento de um tema tão sensível [monstruoso] como esse sem ter a capacidade de explicar de forma muito clara para o cidadão o que estamos fazendo, qual o objetivo da reforma". Continua, após o anúncio.

"O governo precisa fazer isso. [Usar] a estrutura política [dinheiro dos grandes empresários interessados na reforma] que levou o presidente ao governo e que apresentou competência muito grande de influência nessas redes. [...] Essa parte política, o partido do presidente, precisa ter a capacidade de enfrentar, saber explicar de forma didática".


Não caia! Denuncie!  

Quando começar a receber as mentiras de que a reforma vai melhorar sua vida, não acredite. E denuncie publicamente a tramoia. Não concorde com o fim da aposentadoria dos trabalhadores.

Leia também: