Hoje na História | 19/set: renúncia forçada de Peron e 5 mil mortos no México! Clique...

06/06/2019

Túnel do Tempo | Em 1955, o ex-presidente da Argentina Juan Domingos Perón renuncia, após sofrer pressões da Marinha e Exército do seu país. E em 1985, cerca de 5.000 pessoas morrem e dezenas de milhares ficam feridas ou desabrigadas no mais violento abalo sísmico da história do México, que atingiu 7,8 graus na escala Richter.

Leia tambémInternautas dizem que terremoto no Piauí e Maranhão significa que Jesus está voltando!

Mais:

  • 1999. O presidente Fernando Henrique Cardoso assina o decreto de regulamentação da Lei de Crimes Ambientais. 
  • 1981. Barco naufraga na Amazônia, em frente ao porto da cidade paraense de Óbidos, e mata 300 dos 500 pessoas a bordo. 
  • 1989. O furacão Hugo, o mais violento da década, arrasa a capital e a região oriental de Porto Rico, mata 25 pessoas e deixa 50.000 desabrigados.

Fonte: Barsa Saber

Curta nossa página e receba atualizações!

Mais recentes do site:

No caso dos professores, o que vale é o que está na lei dos planos de cargos, salários e carreiras de estados, DF e municípios. Se a legislação diz que o descanso anual é de 45 dias ou até dois meses, o terço constitucional deve ser pago com base nesse tempo de férias. É o que podemos chamar de direito...
Diferenças dos últimos 5 (cinco) anos devem ser pagas com juros e correção monetária, determina o juiz em sua sentença. Valor chega a quase R$ 10 mil. Estado não pode mais recorrer. Professores de todo o País podem fazer a mesma reclamação.
Mudanças significativas poderão ocorrer, com alteração para baixo na forma de calcular os reajustes ou até mesmo a revogação da lei federal que instituiu esse direito dos professores. Tudo dependerá, contudo, da capacidade de mobilização da categoria.