Hoje na História: 5 de fevereiro

05/02/2023

Fatos ocorridos no Brasil e outros cantos do planeta.

 Foto/reprodução.
Foto/reprodução.

Hoje na História - Alguns fatos de 5 de fevereiro:

em 1966

Golpe militar ganha força no Brasil e é assinado pelo presidente Humberto de Alencar Castelo Branco o Ato Institucional Número Três (AI-3). A partir daí, eleição de governadores e seus vices seria de forma indireta, por meio do colégio eleitoral estadual. Prefeitos das capitais e das cidades de segurança nacional seriam indicados por nomeação pelos governadores, com aprovação das assembleias legislativas.

em 1944

Nascimento do genial cartunista Henfil. Artista foi um dos mais engajados ativistas contra a ditadura militar no Brasil. Foi membro do polêmico jornal O Pasquim, onde colaborou na seção "cemitérios dos mortos-vivos", em que publicava desenhos enterrando artistas e figuras públicas dedos-duros dos colegas da área cultural para o regime militar.

em 1936

Lançamento de Tempos Modernos, do consagrado Charles Chplin.

Continua, após o anúncio. 

em 1974

Morre o mestre Bimba, um ícone da capoeira brasileira.

em 1885

Rei Leopoldo II da Bélgica cria o Congo como uma posse pessoal.

Fontes: Barsa Saber, Enciclopédia Britânica, Wikipédia.


Siga nossas redes sociais e receba atualizações!

Siga-nos!

Cremos que você gosta de nossas publicações e quer nosso site sempre atualizado. Por isso, ajude com uma doação, pois temos vários custos a honrar todos os meses. Sem seu apoio, ficamos inviabilizados de dar sequência com regularidade ao nosso trabalho. Gratos, antecipadamente.

Chave para Pix

E-mail: pix@deverdeclasse.org

João R P Landim Nt

Colabore no Vaquinha

PIX

E-mail: 3435969@vakinha.com.br

Hoje na História

1932. O mafioso Al Capone começa, em Atlanta, a cumprir uma sentença de onze anos de prisão por sonegação de impostos.

1979. Margaret Thatcher vence as eleições gerais do Reino Unido e torna-se a primeira mulher a ser primeira-ministra britânica.

1997. Morte de Paulo Freire, um dos gigantes da cultura e educação mundial. Por mais que tentem, fascistas nunca irão apagar seu enorme valor e legado.