PIORA | Caixa substitui concurso por terceirização! Saiba mais e compartilhe...

07/08/2017 04:47

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

DA REDAÇÃO | Segundo matéria da Folha de S.Paulo (5), a Caixa Econômica Federal mudou uma normativa interna que abre caminho para a contratação de bancários terceirizados. Para a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), tal normativa indica que o banco não mais realizará concursos públicos para preencher vagas no seu quadro de funcionários. Uma grande piora, portanto. Medida é exigência de Michel Temer (PMDB) e de sua equipe econômica.

A matéria da Folha diz mais:

"No documento [normativa], a Caixa define as regras para contratação do que chamou de "bancário temporário", "que poderá executar tanto as atividades-meio como as atividades-fim da Caixa". (Grifos nossos).

"Na prática, isso significa que a prestação de serviços não diretamente ligados a serviços bancários ou atividades hoje feitas por funcionários concursados, como caixas e escriturários, poderão ser executados por profissionais sem vínculo empregatício com a Caixa."

Demissão

Para substituir concursados por terceirizados, Michel Temer (PMDB) e sua equipe econômica querem demitir via PDVs (Programas de Demissão Voluntária) milhares dos atuais profissionais que estão nesse banco. Depois que o 'Temeroso' assumiu, 5.863 postos de trabalho da Caixa já foram para o espaço através desse tipo de programa, o que engrossou ainda mais a vergonha do desemprego no País.


Reação

Certamente o movimento sindical dos bancários deverá intervir para evitar que Temer destrua a Caixa Econômica Federal com esse tipo de política. Trocar concursado por terceirizado, ou seja, trabalhador sem qualquer direito, é, reiteramos, uma grande piora para a qualidade dos empregos no País.

LEIA TAMBÉM:

DA REDAÇÃO | A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou ontem (4) as regras para a demissão de servidor público estável por insuficiência de desempenho. O Projeto de Lei (PLS116/2017) é de autoria da senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE) e abrange os três Poderes de estados, municípios e União. O relator na CCJ foi o...

DA REDAÇÃO | Dados do Banco do Brasil comprovam que prefeitos e governadores continuam a receber verbas bilionárias do FUNDEB. Números relativos aos meses de agosto e setembro deste ano indicam, por exemplo, que apenas o município de Fortaleza-CE recebeu R$ 111.765.369,18. O Estado do Piauí, sempre apontado como o mais pobre da federação, ficou...