Sobre a prisão ilegal de Guimarães, deputado e ex-presidente da OAB sugere que Moro seja preso! Assista...

22/03/2017 10:02

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Da Redação | O jornalista Eduardo Guimarães foi sequestrado ontem (21) de seu apartamento em São Paulo por agentes da Polícia Federal e levado à força para depor numa delegacia sem que sequer tivesse sido intimado para isso. Um flagrante abuso de autoridade e escandalosa ilegalidade, portanto. Ordens para prisão foram dadas pelo juiz Sérgio Moro.

O caso ganhou ampla repercussão nacional, em particular nas redes sociais e em alguns veículos da chamada 'grande mídia'. Até o blogueiro Reinaldo Azevedo, da Veja, condenou a ação. Azevedo, direitista assumido, é inimigo de ideias de Guimarães, ligado à esquerda.

Guimarães foi preso acusado de cometer o mais novo crime, para o juiz Moro: exercer sua liberdade de expressão no Blog da Cidadania, do qual é editor.

No esclarecedor vídeo abaixo, o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) comenta o fato e diz que Moro é um 'fora da lei' e 'inimigo da Constituição'. Em outras palavras, sugere a prisão do juiz que comanda a lava-jato ou outro tipo de pena alternativa ao mesmo. Damous já foi também presidente da seccional da OAB no Rio de Janeiro.

Há que se perguntar: Por que mesmo Moro ainda não foi preso ou sofreu qualquer sanção, se vive cometendo ilícitos? Não existem leis para ele?

Eduardo Guimarães, editor do Blog da Cidadania

Assista:

Leia também:

DA REDAÇÃO | O conluio entre Gilmar Mendes (STF) e Aécio Neves (PSDB) é realmente muito forte. Segundo matéria da Folha de S.Paulo (19), "Mendes conversou com Aécio no dia 25 de abril de 2017, quando deu decisão favorável ao tucano para que ele não precisasse prestar depoimento à Polícia Federal em um dos inquéritos da Lava Jato. A informação...

DA REDAÇÃO | No último dia 13 deste mês de outubro, "o Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou sua jurisprudência dominante no sentido de que o tempo de serviço prestado por professor fora da sala de aula, em funções relacionadas ao magistério, deve ser computado para a concessão da aposentadoria especial (artigo 40, parágrafo 5º, da Constituição...