PT deve reforçar ida a Curitiba! Foram criados novos álibis para a prisão de Lula . Saiba mais...

03/04/2017 14:09

Da Redação | No seu clássico "Batismo de Sangue" (1982), o escritor e religioso Frei Betto narra em um dos capítulos o assassinato em 1940 do revolucionário russo Leon Trotsky, no México. Em um dos trechos, diz: "A morte não costuma mandar aviso prévio. A imaginação assassina ultrapassa os limites da lógica e do razoável". Em seguida, o domicano expõe como Trotsky, mesmo vivendo em uma fortaleza aparentemente intransponível, foi morto dentro de casa através de um sofisticado ardil, onde seu assassino, o espanhol Leon Mercader, ganhara a confiança da família.

Guardadas as devidas e necessárias proporções, os que pensam em eliminar o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) da vida política do país também não medem esforços para alcançar tal intento. Embora não com a mesma habilidade dos mandantes e do assassino de Leon Trotsky, o juiz Sérgio Moro, a Rede Globo, Veja e todos os demais grandes golpistas do país não descansarão enquanto não prenderem ou inviabilizarem Lula de alguma outra forma para as eleições de 2018.

Para tanto, os que fazem a implacável caçada contra Lula utilizam-se também de muitos ardis. De condução coercitiva a produção de filme sensacionalista, para tentar execrar o líder maior do PT, de tudo é feito. Até aqui, entretanto, em vão. Lula só cresce nas pesquisas.

Talvez mesmo por isso e porque veem o tempo perigosamente passar e o jogo se aproximar de um desfecho que lhes pode ser desfavorável, os golpistas agora, a nosso ver, criaram mais dois álibis para tentar encarcerar Lula e/ou tirar a pecha de que o mesmo está sob as miras da "justiça" e da PF tão somente porque é do Partido dos Trabalhadores. A condenação de Eduardo Cunha a quinze anos de cadeia e trinta de inegelibidade, e a execração feita contra Aécio Neves na anti lulista e odienta revista Veja, podem ser os ardis para tentar iludir a opinião pública e dar o bote final em Lula e no PT. "A lei é para todos", até filme já existe para reforçar a tese. 

Tal quadro impõe, portanto, que o PT e todas as forças democráticas do país reforcem a ida a Curitiba em 3 de maio, data marcada para Lula se encontrar em audiência com o juiz Sérgio Moro. Do Contrário, não é descartada a ideia de que Lula poderá sair da audiência para a prisão.

O que está em jogo não é uma mera briguinha partidária para saber quem está com a verdade ou não. O que está em jogo é uma disputa pelo poder central do país, na qual os que se julgam donos do Brasil não admitem mais a presença de Lula ou do PT.

Quem imaginava que Dilma Rousseff fosse cair? Até o início de 2016, mesmo para muitos dentro do próprio PT, isto era visto como mera especulação sem chances de ocorrer. Após o impeachment, quem acreditava que Eduardo Cunha seria preso e depois condenado a 15 anos de prisão?

Como ensina Frei Betto, "a morte não costuma mandar aviso prévio". No entanto, como afirma também, "a imaginação assassina ultrapassa os limites da lógica e do razoável". Já deram o sinal e criaram mais álibis, com a prisão de Eduardo Cunha e a execração de Aécio, que poderá inclusive ser preso também, se necessário for, para reforçar a trama. Prender Lula, assim, para eles será apenas consequência e motivo de comemoração.

Leia também:

DA REDAÇÃO | Em entrevista à Folha de S.Paulo (22), o ministro Henrique Meirelles (Fazenda) soltou algumas pérolas e disse quase de forma direta que os trabalhadores rejeitam Lula, aceitam perder direitos com as reformas e querem mesmo é um governo que dê mais proteção aos ricos. Meirelles, filiado ao PSD, é o principal assessor de Michel Temer...