PSDB dá aumento absurdo em passagem e povo se revolta e toca fogo em ônibus no centro de Teresina

10/01/2017 00:10

Da Redação | O prefeito Firmino Filho (PSDB) elevou a tarifa dos coletivos de R$ 2,75 para R$ 3,30. O absurdo reajuste é de 20%, mais de três vezes a inflação de 2016, calculada em 6,18%. Revoltada, a população tocou fogo em ônibus no centro de Teresina. Protesto ocorreu no final da tarde de ontem (9), após a PM ferir os manifestantes com balas de borracha.

Para hoje, estão previstas novas manifestações e a tendência é mais pessoas participarem do movimento. Estudantes e populares se concentram no centro da cidade e dizem que permanecerão mobilizados até que o prefeito revogue o aumento.

Transporte de péssima qualidade

Os teresinenses, historicamente, sempre reclamaram do transporte coletivo da cidade, controlado por um cartel de empresários ligado à prefeitura e ao PSDB, de acordo com várias lideranças sindicais e estudantis.

"Esse Firmino é um pau mandado dos empresários. Quem manda nele é o SETUT", diz a dona de casa Sônia Aragão.

"Os ônibus não têm qualquer conforto e o percurso é muito pequeno. Como pode reajuste de 20%?", indaga o camelô Sandro Bezerra.

Os manifestantes também reclamam bastante dos vereadores que apoiaram o aumento. "Não passam também de cachorrinhos dos donos de ônibus. Estão todos acoloiados com o prefeito", afirma a estudante Sara Silva.

Leia também: