FHC exerce seu costumeiro oportunismo e é chamado de trapalhão dentro do próprio PSDB! Leia e compartilhe...

27/06/2017 14:22

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

POLÍTICA | O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) escreveu um artigo ontem (26) na Folha onde prega de forma oportunista a abreviação do mandato do ilegítimo Michel Temer (PMDB). FHC, um dos principais articuladores do golpe de Estado que derrubou a presidenta Dilma Rousseff (PT), agora quer se desvencilhar a qualquer custo do "Temeroso", visto que o mesmo afunda cada vez mais na lama da corrupção, incompetência e impopularidade. A ideia do "príncipe dos tucanos" é abandonar o barco prestes a afundar e jogar o Temer para ser engolido por piranhas ou tubarões.

A proposta de FHC, no entanto, não foi bem assimilada dentro do seu próprio partido. Vários dirigentes do PSDB manifestaram incômodo com a ideia. Antônio Imbassahy, responsável pela articulação política do governo, declarou em matéria de hoje (27) da Folha:

"Vi com estranheza essa manifestação de FHC, primeiro porque ele foi muito influente na decisão do PSDB em permanecer na base do governo, segundo porque é uma proposta de absoluta inexequibilidade".

Ainda de acordo com a postagem da Folha, dirigentes do PSDB avaliaram de forma reservada que essa política de FHC passa a imagem de que o PSDB "vacila" e "não sabe o que quer". Em outras palavras, disseram que o "o príncipe dos tucanos" é um tremendo trapalhão. 

Segundo bastidores de Brasília, Temer, ao saber do artigo, quase dá um xilique e teria dito que FHC, além de trapalhão, é também um grande trairão. São os golpistas atolados na mesma lama.

Relacionadas: