Bolsonaro tenta explicar denúncia, não bate com o que dizem investigadores e confessa crime! Leia e compartilhe...

07/12/2018 19:00

Explicações sobre supostos ilícitos que citam esposa e filho do capitão não convencem / Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Explicações sobre supostos ilícitos que citam esposa e filho do capitão não convencem / Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Bolsonaro fala que dinheiro era para ele, dez cheques de R$ 4 mil. COAF fala em um cheque de R$ 24 mil, na conta de sua mulher. Capitão diz que não quer esconder nada. Mas ocultou a grana na declaração do imposto de renda. Por quê, se diz que o dinheiro era lícito? Bolsonaro diz também que está surpreso com a fortuna incompatível do ex-assessor de seu filho. Então, por que não devolve a verba suspeita dada por ele a dona Michelle Bolsonaro, até que as investigações sejam concluídas?

Matérias Bolsonaro | O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) declarou hoje (7) ao site O Antagonista que o dinheiro depositado na conta de sua esposa por Fabrício Queiroz — ex-assessor e motorista de Flávio Bolsonaro — era na verdade para ele Jair, resultado de dívidas de Queiroz com o capitão. Ora, se Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em sua (dele) conta em apenas um ano, conforme relatório do COAF, por que pediria dinheiro emprestado a Bolsonaro? O capitão disse também que mandou botar na conta de sua mulher porque "não tem tempo de sair". Continua, após anúncio.

"Foi para a conta da minha esposa, porque eu não tenho tempo de sair. Essa é a história, nada além disso. Não quero esconder nada, não é nossa intenção." Como assim, não tem tempo de sair? No depoimento, o capitão contradiz o que afirma relatório de investigadores do COAF e acaba confessando um crime.

Contradição e crime 

O capitão reformado do exército disse que na verdade não foram R$ 24 mil e sim 10 cheques de 4 mil reais para ele Bolsonaro. O Estado de São Paulo relata, no entanto, que os investigadores do Coaf identificaram a compensação de um cheque de R$ 24 mil para dona Michelle. Quem está mentindo? Bolsonaro, O Estadão ou os investigadores? 

O presidente eleito afirmou também que não registrou a operação no imposto de renda. Ora, se afirmou ao O Antagonista que não quer esconder nada, por que ocultou criminosamente a grana, se diz também que era lícita? Deputado e presidente eleito não precisam pagar todos os impostos? Explique-se melhor, senhor capitão. Continua, após anúncio.

Surpreso

Segundo também o site O Anagonista, "Bolsonaro falou ainda que se surpreendeu com a identificação pelo Coaf de uma movimentação de R$ 1,2 milhão na conta de Queiroz — incompatível com sua renda. E disse que cortou o contato com o amigo até que ele se explique para o Ministério Público." E o contato com Flávio Bolsonaro — ex-patrão de Queiroz — será também cortado até que ele também se explique ao MP? E, já que está surpreso com a fortuna do ex-assessor do seu filho, por que o capitão não devolve o dinheiro suspeito dado a dona Michelle Bolsonaro, até que tudo seja devidamente esclarecido? Eita história mal explicada!

Leia também: