Perigo | Nutricionista da máfia da merenda escolar ganha cargo de Doria, diz PCO! Acesse...

23/09/2019 22:25

Rui Costa Costa Pimenta (PCO) e João Doria (PSDB). Imagens: reprodução internet.
Rui Costa Costa Pimenta (PCO) e João Doria (PSDB). Imagens: reprodução internet.

Educação | O Partido da Causa Operária — PCO — publicou em seu diário uma gravíssima denúncia que envolve a segurança alimentar das crianças que estudam na Rede Estadual de São Paulo. Segundo a matéria, a nutricionista Vanessa Alves Vieira, envolvida em escândalos da merenda escolar, ganhou um cargo do governador João Doria. O PCO é dirigido por Rui Costa PimentaContinua, após o anúncio.

Eis a íntegra do texto:

O governo de São Paulo, há décadas comandado por uma dinastia do PSDB, é popularmente conhecido, entre outras tantas atrocidades, como "ladrões de merenda".

Tal fama não vem por acaso. Há alguns anos, ainda sob a gestão de Geraldo Alckmin, foi instaurada em São Paulo uma CPI para investigar irregularidades na distribuição de merendas para os alunos, sobretudo de baixa renda, que necessitavam fazer suas refeições em âmbito escolar.

Na época fora indicado uma série de escândalos que revelavam o caráter desumano do governo do PSDB, responsável pela falta de merendas nas escolas, troca de alimentação saudável por "lanches" baratos, bolachas, e fraudes nas licitações.

Presente nestes acontecimentos estava a então nutricionista Vanessa Alves Vieira, citada na CPI como uma das 20 pessoas envolvidas nas fraudes de contratos com o COAF (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar), que envolveram mais de 13,5 milhões de reais, durante os anos de 2011 a 2014.

Após os nomes envolvidos com o caso serem revelados, o governo do estado de São Paulo foi obrigado a exonerar Vanessa. Porém, agora já no governo Doria, a nutricionista envolvida na máfia da merenda está de volta ao cargo que ocupava, no centro de serviços de nutrição.

A volta aos cargos de nomes envolvidos no escândalo das merendas não é uma novidade durante o governo Doria, que logo após assumir seu mandato, nomeou Rodrigo da Silva Pimenta como chefe de gabinete da fundação para o desenvolvimento da educação, sendo que Rodrigo admitiu em 2016 irregularidades durante a CPI da merenda, tendo sido acusado de diversas fraudes, e agora podendo ocupar uma posição que passa a controlar integralmente todas as licitações das escolas públicas estaduais.

Além dele, Fernando Capez, acusado de estar ligado ao esquema das merendas, assumiu o comando do Procon de São Paulo.

Observa-se também no caso de Vanessa, que a mesma ocupa seu cargo há cerca de um mês de forma ilegal, pois, ao ser empossada jamais foi formalizada no Diário Oficial do Estado, estando também envolvida em um contrato para compra de carne de cerca de 14 milhões de reais, onde nele Vanessa aparecia como diretora, concretizando uma outra irregularidade.

Em relação a este e a outros tantos casos, nota-se o grande controle do Estado por parte da máfia do PSDB, grupo verdadeiramente criminoso, que em todos esses anos vem aprofundando cada vez mais os ataques contra a população. Doria é nada mais que uma evolução prontamente fascista deste governo, que sob a cortina de uma inexistente democracia, esmaga o povo pobre e trabalhador. Por isso, devemos levantar junto ao Fora Bolsonaro a palavra de ordem Fora Doria, um verdadeiro bolsonarista que hoje está no poder do principal estado da nação."

Leia o original no Diário Causa Operária-DCO

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

Leia também: