Reajuste do Piso do Magistério 2018 é anunciado no programa A Voz da Educação! Saiba mais e compartilhe...

21/10/2017 10:12

Prof. João Correia, dirigente do Sinte-Pi / Foto: Facebook
Prof. João Correia, dirigente do Sinte-Pi / Foto: Facebook

Correção é linear e deve vigorar a partir do mês de janeiro, como reza a lei federal 11.738/2008. Todos os professores da educação básica de estados e municípios têm direito, independentemente do valor de suas remunerações

DA REDAÇÃO | O Piso do Magistério foi instituído pela Lei 11.738/2008 e passou a vigorar em 2009. De lá para cá, os reajustes dados sempre foram maiores que a inflação oficial, visto que o índice de correção anual é pela variação do Custo Aluno. Em 2012, no governo Dilma Rousseff (PT), o piso teve o seu maior crescimento e chegou a 22,22%, para uma inflação oficial de cerca de 6%. O ganho real foi portanto de mais de 16%.

2018

Para 2018, segundo o professor João Correia, dirigente do SINTE-PI, o índice será de 4,9%. Anúncio foi feito hoje (21) no programa "A Voz da Educação", veiculado pela Rádio Pioneira de Teresina. O cálculo é realizado com base na variação do Custo Aluno de 2016 e 2017. 

Correção deve ser linear, a partir de janeiro. E todos os professores da educação básica de estados e municípios têm direito, independentemente do valor de suas remunerações.


O menor desde sua criação

Como se vê, o índice de correção do piso para 2018 é o menor desde sua criação. Na verdade, isto é reflexo das políticas de cortes de gastos públicos impostos pelo governo Michel Temer (PMDB). 

Com a famosa PEC da Morte (55), Temer congelou investimentos no setor público por 20 anos. Com isso, estados e municípios estão proibidos de conceder qualquer tipo de reajuste ao funcionalismo acima da inflação oficial do governo.

Curta nossa página e receba atualizações sobre este e outros temas!

LEIA TAMBÉM: