"MONSTRO INOCENTADO" | Governo quer acabar aposentadoria dos trabalhadores e enxugar funcionalismo do país! Leia e compartilhe...

03/08/2017 07:48

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

DA REDAÇÃO | Tão logo se viu inocentado por um bando de deputados comprados com dinheiro público através de emendas parlamentares, Michel Temer (PMDB) se diz agora fortalecido e anuncia que aprovará rapidamente a reforma da previdência, isto é, o fim da aposentadoria dos trabalhadores.

Segundo nota de hoje (3) da coluna Painel, da Folha de S.Paulo:

"Em conversas com líderes do Congresso, Henrique Meirelles (Fazenda) disse que pretende, em no máximo dez dias, reinserir a reforma da Previdência [fim da aposentadoria dos trabalhadores] na pauta de prioridades. Ele vai marcar reunião para debater o tema com parlamentares." (Grifos nossos).

Em matéria (2) da Agência Brasil, Temer também se posicionou:

"Diante dessa eloquente decisão [picaretagem dos deputados], posso dizer que seguiremos em frente com as ações necessárias para concluir o trabalho [arrocho para o polvo] que meu governo começou há pouco mais de um ano", disse. 

Em festa, outra prioridade do governo agora é a aprovação de medidas draconianas contra os servidores públicos da União e Estados. Neste sentido, através da Medida Provisória MP nº 792, Temer quer demitir, diminuir jornada e salários ou colocar servidores federais de licença sem remuneração.

Em relação aos estaduais, através de Decreto Presidencial e da Lei Complementar LC nº 159, impõe aos governadores que quiserem renegociar suas dívidas um forte congelamento de salários do funcionalismo e também até demissão.

Veja: 

Medida Provisória MP nº 792, para os servidores da União:

  1. Exoneração, através de um Programa de Desligamento "Voluntário", onde quem aceitar leva apenas 1,25 salário por ano trabalhado. (Leia mais aqui).
  2. Redução salarial proporcional a redução de carga horária, onde o servidor pode perder até 50% de sua remuneração. (Leia mais aqui).
  3. Licença sem remuneração por até seis anos. (Leia mais aqui).

Para os estaduais, através de Decreto Presidencial e Lei Complementar LC nº 159:

  1. Congelamento salarial. (Leia mais aqui)
  2. Proibição de quaisquer acréscimos de vantagens ou crescimento na carreira. (Leia mais aqui).
  3. Programa de Demissão Voluntária. (Leia mais aqui)

Temer é um monstro, que veio para afundar ainda mais o país e acabar com os direitos dos trabalhadores, em particular os do setor público. Ele tem em suas mãos, através de dinheiro público, a maioria dos deputados e senadores. Ou o povo sai às ruas para derrubá-lo, ou ele vai esfolar a maioria da população.

LEIA TAMBÉM: