FHC nunca se perdoou por algo que fez em relação a Lula e ao próprio PSDB

03/01/2017 18:22

Imagem: Agência Brasil
Imagem: Agência Brasil

Da Redação | Vira e mexe, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso faz ácidas críticas a Lula. Quando da tentativa de nomeação do petista para a Casa Civil, no final de 2016, o tucano e patrono dos golpistas, de forma preconceituosa, imbecil e canalha, disse, segundo o Jornal do Brasil: "É preciso conhecimento. Conhecimento é fundamental. Você não pode dirigir esse país sendo analfabeto. Não dá, disparou o tucano, em referência clara a Lula".

Segundo inúmeras matérias da chamada 'grande mídia', FHC também, com a arrogância que lhe é peculiar, já disse que Lula é incompetente e que os dois mandatos do petista quebraram o país. De onde vem tanto ódio, aliás, inveja?

É que FHC nunca se perdoou por ter sido um dos maiores cabos eleitorais de Lula durante as duas vezes em que o petista ganhou as eleições presidenciais. E também, nesta mesma linha, ter ajudado a eleger Dilma Rousseff igualmente para dois mandatos.

E como FHC ajudou Lula e Dilma e ferrou o próprio PSDB? Ora, com o desastre de suas gestões, sobretudo a última. Na reta final de seu segundo mandato, o povo estava irado com o crescimento da inflação, o arrocho salarial, o desemprego em alta e as roubalheiras das privatizações tucanas. 

É certo que Lula é dono de um carisma extraordinário, tem o raciocínio rápido e se construiu ajudando a dirigir as lutas concretas de milhões de trabalhadores. É é certo também que o PT, desde sua fundação, já nasceu como uma poderosa máquina eleitoral.

Contudo, não fosse pelo desastrado FHC, a História poderia ser outra e Lula talvez não tivesse conseguido chegar à presidência. FHC sabe disso. Daí, dentre outras razões, é que fica a destilar ódio e sandices contra a maior liderança popular que o Brasil já conheceu. Lula, irônica e espertamente, já disse: "FHC sofre com o meu sucesso".

Conteúdo recomendado:

DA REDAÇÃO | Em entrevista à Folha de S.Paulo (22), o ministro Henrique Meirelles (Fazenda) soltou algumas pérolas e disse quase de forma direta que os trabalhadores rejeitam Lula, aceitam perder direitos com as reformas e querem mesmo é um governo que dê mais proteção aos ricos. Meirelles, filiado ao PSD, é o principal assessor de Michel Temer...