ECONOMIA | Após Temer extinguir a CLT, veja na prática como o trabalhador vai exigir aumento salarial ao patrão! Assista e compartilhe...

14/07/2017 13:58

Foto: Internet
Foto: Internet

Da Redação | O desgoverno Temer (PMDB), através do bando de salafrários que o segue no Congresso Nacional, acabou nesta semana com a CLT, ou mais precisamente com o principal direito contido nela: o de alguém ser contratado como trabalhador e não apenas como mero prestador de serviços, ou seja, sem direito nenhum.

A grande jogada dos inimigos dos trabalhadores é que a partir de agora as negociações passam a ser feitas diretamente entre empregados e patrões. O que for acordado, passa a ser a lei. É, como se tem denunciado em todo o país, o fim da CLT.

O vídeo abaixo, apesar de ser de um famoso e divertido desenho de humor, ilustra muito bem o que o trabalhador vai encontrar pela frente quando for negociar diretamente com seus "adoráveis" patrões.

Assista:

LEIA TAMBÉM:

DA REDAÇÃO | Segundo o portal congressoemfoco, "dos R$ 7,5 bilhões que o presidente Michel Temer (PMDB), via equipe econômica, descontingenciou do orçamento de 2017, R$ 593,4 milhões serão destinados ao pagamento de emendas parlamentares, dinheiro assegurado a deputados e senadores para que eles usem livremente em seus redutos [currais]...